Sob ameaça de processo, Netflix vai apagar telefone real exibido em Round 6

Tardiamente, a gigante do streaming age para corrigir um erro amador cometido na série sul-coreana

Publicado em 06/10/2021 15:23
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

A Netflix vai retirar da série Round 6 o número de telefone real usado dentro da trama. Por causa de um descuido incomum, o drama sul-coreano inseriu na história um número de verdade sem autorização, o que é um crime. A pessoa dona do telefone recebeu inúmeras ligações e mensagens indesejadas e tem aberta a possibilidade de entrar com um processo.

O site Entertainment Weekly confirmou com uma fonte próxima da situação que a Netflix irá, de fato, executar essa edição em Round 6. Em um primeiro momento, a empresa negou a possibilidade de aplicar a mudança: “Nada podemos fazer. Não dá para tirar o número de telefone da série“, falou um representante ao jornal sul-coreano Chosu.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Agora, três semanas após a estreia na plataforma, o jogo é outro. A Netflix está ciente de que cometeu um erro grave e age para amenizá-lo. Mas como o estrago e o incômodo já foi feito, uma briga judicial não é carta fora do baralho.

Entenda o caso

O jornal econômico Money Today, sediado em Seul, capital da Coreia do Sul, foi o primeiro a entrar em contato com a pessoa dona do número 8650-4006. Ela, por questões de privacidade, foi identificada apenas como “vítima A”. Um advogado ouvido pela publicação confirmou que uma lei local foi violada por compartilhar dados pessoais sem consentimento do titular.

Na Coreia do Sul, os telefones contém onze números: os três primeiros são como o DDD no Brasil, indicam o código de uma cidade ou região. Na série, esses três números não aparecem. Mas quem estiver na mesma área da vítima e usar os outros oito dígitos, consegue completar a ligação.

Dentro da trama de Round 6, o personagem que recebe um cartão de visita com o tal número é convidado a participar de um jogo macabro, cujo vencedor pode levar uma fortuna. Indivíduos endividados participam da competição, composta de seis brincadeiras de criança. Mas não tem nada de inocente: quem perde, se dá mal nos jogos, é eliminado (leia-se: morre).

A Netflix chegou a sugerir que a pessoa simplesmente se livrasse do número. Essa opção não foi acatada. A empresa entrou em contato com a vítima e até ofereceu, em duas oportunidades, uma quantia em dinheiro para tentar sanar o problema; ela não aceitou. 

Segundo a imprensa sul-coreana, a última oferta que a Netflix fez girou na casa dos R$ 22 mil. Nas redes sociais do país asiático, os internautas encorajam a vítima a processar a gigante do streaming.


Siga o Observatório de Séries nas redes sociais:

Facebook: ObservatorioSeries

Twitter: @obsdeseries

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio