Rambos de The Walking Dead, os Reapers vêm para tocar o terror

O bando de mascarados chefiado pelo 'Papa' não tem relação com a HQ na qual a série se baseia

Publicado em 3/9/2021
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

A 11ª temporada de The Walking Dead uniu sanguinários tipo John Rambo, personagem viril eternizado por Sylvester Stallone nos cinemas, para serem os vilões da primeira fase de despedida do drama zumbi. Os antagonistas da vez são os Reapers, que apareceram juntos no segundo episódio da atual leva e foram criados especialmente para a série.

The Walking Dead é baseada em uma HQ homônima. Grupos como os Salvadores, do debochado Negan (Jeffrey Dean Morgan), e os Sussurradores, liderados pela implacável Alpha (Samanta Morton), saíram das páginas dos quadrinhos.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

No processo de concepção dos Reapers, a ideia central era concretizar algo único, nunca antes visto na trama. “Então, pensamos: ‘Nós jamais nos deparamos com um grupo no qual cada indivíduo é o próprio John Rambo [personagem de Stallone], como se cada integrante fosse uma pessoa treinada para matar, antes mesmo do apocalipse“, disse Angela Kang, showrunner de The Walking Dead, em entrevista para o site Den of Geek.

Eu achei que essa fosse uma boa argumentação para dar vida aos Reapers“, concluiu a produtora. Em português, Reapers significa Ceifadores, uma explicação simples para entender como esses vilões agem.

Lauren Cohan observada por um ceifador, ao fundo (Reprodução/AMC)

Quem são os Ceifadores em The Walking Dead

No final do segundo episódio da 11ª temporada, o telespectador viu pela primeira vez os Ceifadores aglomerados. Eles caminham com plena confiança de que vão massacrar quem vier pela frente, estão sempre mascarados, usam roupas escuras e cobrem a cabeça com a toca da blusa.

Em um dos capítulos especiais da temporada passada, o 17º, um ceifador surgiu sozinho. Naquele instante, ele foi de encontro a Maggie (Lauren Cohan) para matá-la, terminando um serviço anterior.

A viúva sentiu como o modus-operandi dos Reapers é cruel. Os vilões atacam acampamentos de comunidades a esmo. E assassinam pessoas inocentes com requintes de maldade. O assentamento onde Megan estava foi alvo da corja. E colegas dela perderam a vida nas mãos dos facínoras.

O bando tem como cabeça um cara chamado Pope (ou Papa), interpretado pelo ator Ritchie Coster. O personagem entrará em cena no quarto episódio da atual temporada. O chefão tem muito poder de liderança. Os súditos estão dispostos a morrer por ele, obedientes sob todos os aspectos.

Ritchie Coster é o Pope, líder dos Ceifadores (Divulgação/AMC)

Artilharia pesada

O transcorrer do encontro entre os Reapers e os sobreviventes evidencia um estilo dos antagonistas, que é surpreender o inimigo à noite, usando a escuridão a favor. Armar uma tocaia na floresta densa é o ataque perfeito.

A habilidade dos Reapers no confronto é um caso à parte. Eles são ágeis e possuem um armamento pesado, contando até com granadas, além de flechas e facas. Pelo estilo de ação, muitos dos integrantes do grupo provavelmente tiveram um passado pré-apocalíptico nas artes marciais, em quartéis militares ou no setor de segurança pessoal.

Os Ceifadores avançam para assassinar, miram o pescoço da vítima para cortá-lo ou buscam atingir áreas letais do corpo. E mesmo com integrantes do próprio grupo não tem perdão. Eles queimam pessoas vivas caso descubram uma traição interna. Se quem dá as cartas atende pelo nome de Papa, o traidor ganha o rótulo de Judas.

The Walking Dead sempre precisou de um bando de vilões para duelar contra os heróis. Os grupos rivais surgem como se a série fosse um jogo de videogame: após superar um mestre, na sequência tem mais uma fase com outro mestre no final. Depois de Negan e Alpha, o alvo está na cabeça de Pope.

A 11ª e última temporada de The Walking Dead é composta de 24 episódios, divididos em três partes. No Brasil, os capítulos inéditos entram na plataforma Star+ sempre aos domingos.


Siga o Observatório de Séries nas redes sociais:

Facebook: ObservatorioSeries

Twitter: @obsdeseries

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio