Saiba tudo sobre Sex and The City

Saiba tudo sobre Sex and The City e se prepare para a estreia do reboot

Publicado em 5/8/2021
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Sex and The City parece nunca sair de moda. A série feminina se tornou famosa desde sua estreia em 1998 e, ao longo das suas seis temporadas, conquistou muitos fãs. Mas não parou por aí, a produção continuou indiretamente no ar com filmes e séries derivadas, além de ter alguns livros que servem como prequel para a protagonista.

Ambientada no universo feminino de Nova York, a série parece agradar o público a que se destina, e alguns homens que nunca irão admitir terem assistido à ela. Entretanto, devido à época em que foi criada, pouco se vê de diversidade nas telas e alguns retratos de atitudes das mulheres são questionáveis, por isso há muitas pessoas que criticam negativamente a obra.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Isso não impediu o sucesso de Sex and The City, que vai também ganhar um reboot. Veja tudo sobre a série e se prepare para a nova versão.

Premissa de Sex and The City

A trama segue Carrie Bradshaw (Sarah Jessica Parker), que trabalha como colunista de um jornal onde relata histórias sobre relações interpessoais e sexuais sem esperança. Carrie vive em Manhattan e conta sempre com as suas três amigas: Samantha Jones (Kim Cattrall), a típica loura fatal que trabalha como relações-públicas e está sempre atrás de um bom partido sem compromissos; Charlotte York (Kristin Davis), que trabalha numa galeria de artes, e é a romântica e sensível que busca sempre longos relacionamentos, embora nunca consiga ter um; e Miranda Hobbes (Cynthia Nixon), advogada, racional, e a mais prática de suas amigas, sempre sabendo o que quer da vida (ou quase isso).

A série segue as aventuras da amigas na cidade, abordando seus relacionamentos, os altos e baixos de suas vidas, vida profissionais e algumas partes engraçadas, em sua maioria narradas por Carrie.

Inspirações para Sex and The City

Sex and The City (Fonte: HBO)

Sex and The City foi baseada em parte no livro homônimo de 1997 da escritora Candace Bushnell, compilado de sua coluna no The New York Observer. Bushnell disse em várias entrevistas que o Carrie Bradshaw em suas colunas é seu alter ego; quando escreveu os ensaios Sex and the City, ela usou seu próprio nome inicialmente, mas por motivos de privacidade, mais tarde criou a personagem interpretada na série por Sarah Jessica Parker.

O criador da série, Darren Star, escreveu o piloto com Parker em mente como Carrie. Segundo Parker, “fiquei lisonjeada, mas não queria fazê-la. Ele convenceu-me, implorou-me e eu assinei o contrato”. O episódio piloto foi posteriormente filmado em junho de 1997, um ano antes da estreia da série. No entanto, Parker não gostava do piloto, dizendo: “Eu odiava o visual, as roupas… não achei que funcionasse” e temia que sua carreira terminasse. Ela queria sair do contrato, oferecendo-se para trabalhar em três filmes da HBO não remunerados. Embora Star não a libertasse, ele ouviu suas preocupações e implementou grandes mudanças antes de filmar a primeira temporada. Parker disse: “O engraçado, que depois do primeiro episódio da primeira temporada, nunca olhei para trás e o resto é história. Porém, nunca pensei que o programa se tornaria o que tornou-se.

Onde Sex and The City foi gravado?

Sex and The City foi de fato filmada em Nova York, com vários locais de filmagem. Por exemplo, o apartamento de Carrie ficava na 66 Perry Street em Greenwich Village. É onde o exterior da varanda de Carrie foi filmado.

O apartamento de Samantha ficava na Gansevoort Street, no distrito de Meatpacking. Localizado no extremo oeste de Manhattan, esse distrito abriga parte do The High Line, um parque público elevado. A série também foi filmada no Bryant Park, no centro de Manhattan, não muito longe do Empire State Building.

As internas de Sex and the City não ficavam em Manhattan, mas no Silvercup Studios East, no Queens. Outros filmes e programas que foram filmados lá incluem Gossip Girl, You e When Harry Met Sally.

Filmes e Spin-offs

A série terminou em 2004, mas nunca chegou a ficar muito tempo fora do ar, mesmo que fosse em outro formato. Em 2008 foi lançado um filme baseado em Sex and the City, escrito, produzido e dirigido por Michael Patrick King. As quatro atrizes principais voltaram para reprisar seus papéis, assim como Chris Noth, Evan Handler, David Eigenberg e Jason Lewis. É ambientado quatro anos após os acontecimentos finais da série.

Em 2010 estreou Sex and the City 2, estrelado por Sarah Jessica Parker, Cynthia Nixon, Kristin Davis, Kim Cattrall e Noth, que reprisaram novamente seus papéis, bem como Handler, Eigenberg, Lewis e Garson. Ele também apresenta cameos de Liza Minnelli, Miley Cyrus e Penélope Cruz. É ambientado dois anos após os eventos do primeiro filme.

Por último, em 2016, foi relatado um Sex and the City 3, que estava com roteiro feito e iria finalizar a história no cinema. No entanto, em 2017, Parker confirmou que o filme havia sido cancelado, afirmando: “Estou decepcionada. Tivemos este roteiro e história bonita, engraçada, comovente, alegre e muito relatável. Não é apenas decepcionante não conte a história e tenha essa experiência, mas mais para o público que tem sido tão vocal em querer outro filme.”

Houve também novas versões para televisão. The Carrie Diaries foi lançado em janeiro de 2013 e serve como um prequel da série original, baseada no livro de mesmo nome de Candace Bushnell. A série estreou na The CW, com AnnaSophia Robb no papel da jovem Carrie Bradshaw. Em maio de 2014, a The CW cancelou The Carrie Diaries após duas temporadas.

Teve também uma adaptação nacional, a série de televisão brasileira Sexo e as Negas foi adaptada da série original e lançada em setembro de 2014. A versão introduziu algumas diferenças – as quatro mulheres eram atrizes negras e a série acontece no subúrbio.

And Just Like That…

And Just Like That… (Fonte: HBO Max)

Mais um derivado de Sex and The City está saindo. Programado para o ano que vem, um revival da série intitulado And Just Like That… está atualmente em produção, com gravações em Nova York, e será lançado na HBO Max.

A série mostrará o que as personagens fizeram nesses últimos dez anos desde que o finale da série original passou e seguirá Carrie, Miranda e Charlotte enquanto elas navegam na complicada realidade da vida e da amizade aos 30 anos que a série original abordou para a realidade ainda mais complicada de vida e de amizade aos 50 anos agora.

Críticas divididas

Sex and The City é bem polêmica. Algumas abordagens na formatação da trama são intensamente criticadas, enquanto alguns fãs se mantem. Tanya Gold do The Daily Telegraph afirma que “Sex and the City é para o feminismo o que é o açúcar para os cuidados dentários.”

Greg Hassall, do Sydney Morning Herald, acha que não é ofensivo, mas questiona a utilidade da obra “Além do valor do choque (e quão chocante é o sexo na TV a cabo atualmente?), É uma casca vazia de sitcom.”

Mas há quem defenda a série, como Karl Quinn, do The Age, que diz que “As escaramuças carregam mais do que um toque de verdade, e embora os casais puritanos possam não gostar, os de mente aberta quase certamente irão gostar.” Eric Deggans, do Tampa Bay Times, também defende a visão da produção, alegando que é “Urbano e espirituoso, com aquela vibração cansada de ver de tudo que os nova-iorquinos mais descolados saboreiam como um bom vinho, Sex and the City da HBO apresenta um retrato convincente de tipos de carreira ambiciosos que perseguem a luxúria e o amor na Big Apple.”

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio