Jason Momoa como Khal Drogo em Game of Thrones (Fonte: Reprodução - HBO)
Jason Momoa como Khal Drogo em Game of Thrones (Fonte: Reprodução - HBO)

Se hoje é difícil imaginar que Jason Momoa possa ter problemas financeiros, já que o astro estrelou Aquaman e sua bilheteria bilionária, e deve estrelar a configuração. Mas seu tempo como Khal Drogo em Game of Thrones foi bem diferente.

Em uma entrevista recente para o InStyle, Momoa admitiu que lutou para encontrar algum trabalho sustentável depois de ser morto na série da HBO, e havia até preocupações genuínas de que ele poderia não ter sido capaz de pagar as contas e sustentar sua família em algum momento.

“Quer dizer, estávamos morrendo de fome depois de Game of Thrones. Eu não conseguia trabalho”, revelou o ator. “É muito desafiador quando você tem crianças e está completamente endividado”.

Mesmo com um final controverso, Game of Thrones foi um sucesso absoluto durante seu tempo de exibição, sendo considerada a melhor série do século e levando o Emmy por sua 8ª temporada.

David Benioff e D.B. Weiss, criadores e showrunners da série, ficaram marcados como culpados, o que resultou em seus futuros projetos sendo descartados pela HBO. Mas encontraram casa na Netflix.

George R.R. Martin, criador da franquia, está escrevendo o sexto livro de sua obra literária As Crônicas de Gelo e Fogo, intitulado Os Ventos do Inverno, e tem a chance de consertar as decepções da série.

A franquia não deixa de estar na televisão, no entanto. Após começar a produção de um spin-off com Naomi Watts (e cancela-lo logo em seguida), a HBO confirmou House of the Dragon, um spin-off prequel sobre a chamada primeira Dança dos Dragões.