Estrela de iCarly revela abusos que sofreu da mãe na infância: ‘opressão’

Jennette McCurdy explica porque criou o espetáculo solo batizado de Estou Feliz que Minha Mãe Morreu

Publicado em 13/10/2021 11:10
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

A atriz Jennette McCurdy, estrela da série teen iCarly (2007-2012) ao lado da Miranda Cosgrove, abriu o coração em uma conversa reveladora para a revista People, publicada nesta quarta-feira (13). Ela compartilhou “memórias de opressão e caos” da infância por causa de abusos cometidos pela mãe, Debbie, morta em 2013 vítima de um câncer.

Distante dos holofotes de Hollywood, Jennette McCurdy explicou porque o título de um espetáculo solo criado e protagonizado por ela chama-se I’m Glad My Mom Died (Estou Feliz que Minha Mãe Morreu, em tradução literal): “É provocante e faz pensar. A vida pode ser um fardo e bagunçada. Ninguém tem uma vida perfeita.”

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Abuso psicológico

Hoje com 29 anos, Jennette McCurdy lembrou que os abusos psicológicos começaram quando ela era só uma criança, aos 6 anos. “Minha mãe sempre desejou que eu fosse uma atriz famosa. Ela era obcecada com isso“, contou para a People.

A mãe se preocupava demasiadamente com o visual da filha pequena. Aos 10 anos, Jennette já clareava os dentes e tingia o cabelo. E aos 11 passou a fazer dieta. E quando conseguiu o papel em iCarly, da divertida tomboy Sam Puckett, a atriz mirim sofria com anorexia, desordem alimentar e bulimia.

Eu tenho certeza que, se a minha mãe estivesse viva hoje, eu ainda estaria sofrendo problemas com a alimentação“, desabafou. Ela se recuperou disso em 2018, resultado de sessões de terapias intensas. “Eu só fiquei saudável após me distanciar dela.

Jennette McCurdy em cena de iCarly (Divulgação/Nickelodeon)

Repressão

Similar a tantos outros e outras adolescentes que sofrem repressão severa dos pais, Jennette McCurdy se rebelou após sair desse controle obsessivo. A atriz entrou em um espiral nocivo e insano de sexo e bebidas, o que a levou a dependência química e a mais problemas mentais e sociais.

Eu não sabia como encontrar minha própria identidade sem minha mãe. E eu não vou mentir: foi muito difícil chegar até aqui. Mas, agora, estou em um ponto da minha vida no qual nunca pensei que fosse possível chegar. Finalmente me sinto livre“, concluiu.

Atualmente, Jennette McCurdy cuida da peça I’m Glad My Mom Died, com ingressos esgotados em todas as apresentações. Ela também apresenta um podcast chamado Empty Inside (Vazia por Dentro, em tradução direta), no qual revelou que não pretende voltar a atuar. O último trabalho na TV foi como protagonista da série canadense Between (2015-2016), disponível na Netflix.


Siga o Observatório de Séries nas redes sociais:

Facebook: ObservatorioSeries

Twitter: @obsdeseries

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio