AMC consegue enorme vitória na justiça contra criador de The Walking Dead

Robert Kirkman perdeu batalha na justiça contra a AMC (Fonte: Montagem/Reprodução)
Publicidade

Em 2017, Robert Kirkman, escritor dos quadrinhos mais conhecido por criar a série The Walking Dead, entrou com uma ação contra a AMC. Segundo ele, a rede de televisão que produziu a adaptação de suas HQs não havia dividido os lucros igualmente ao longo da última década.

Recentemente, a AMC obteve uma grande vitória nesta batalha legal. Daniel Buckley, juiz da Corte Superior de Los Angeles, decidiu contra as sete questões levantadas por Kirkman em seu processo, dizendo que a AMC o compensava, assim como outras partes, o tempo todo.

Especificamente, o juiz considerou que a AMC tinha liberdade para definir a “receita ajustada” de The Walking Dead da maneira que quisesse. Já os advogados de Kirkman dizem que a AMC mexeu com os lucros reais do programa para renunciar o pagamento ao autor, bem como a alguns dos produtores.

Continua depois da publicidade

Um exemplo citado pela equipe jurídica do criador da franquia descreve uma situação em que a AMC faturou mais de US $22 milhões em vendas do iTunes relacionadas com The Walking Dead, mas reportou apenas US$ 4,6 milhões a seus parceiros.

Segundo o We Got This Covered, Orin Snyder, o principal advogado da rede, emitiu uma declaração na qual chamou a decisão do juiz de “uma total vitória para a AMC!”, na qual ele continuou dizendo que “a AMC honrou seus contratos e pagou ao Sr. Kirkman e aos outros autores o que eles possuíam”.

Como cereja no topo do bolo, Snyder disse que Kirkman e seus colegas não poderiam ter sido roubados, pois estavam representados por algumas das pessoas mais talentosas de Hollywood.

Kirkman não foi o único que teve problemas com o código de conduta da rede em relação a The Walking Dead. Há pouco tempo, o produtor Frank Darabont processou a AMC por demiti-lo na 2ª temporada. Seu julgamento não deve acontecer até o próximo ano.

Enquanto isso, a série prepara sua 11ª temporada, com um grande salto temporal, um ambiente mais urbano, e o retorno de Lauren Cohan, a Maggie, que também pode acarretar no retorno de Glenn (Steven Yeun).

https://observatoriodeseries.uol.com.br/noticias/quanto-tempo-o-coronavirus-ira-atrasar-a-11a-temporada-de-the-walking-dead

Publicidade
© 2022 Observatório de Séries | Powered by Grupo Observatório
Site parceiro UOL
Publicidade