Star Wars: The High Republic finalmente explica porque Ahsoka Tano não é uma Jedi

Rosaio Dawson como Ahsoka Tano em The Mandalorian
Publicidade

De várias maneiras, Star Wars: The High Republic deu à Lucasfilm a chance de redefinir o que sabemos da tradição Jedi e expandir suas ricas raízes filosóficas. Já em seu primeiro romance, Light of the Jedi, vários novos aspectos da Força deixados de lado na Saga Skywalker. Agora, o próximo capítulo desta nova narrativa, Into the Dark, de Claudia Gray, pode finalmente explicar o status de Ahsoka Tano como usuária da Força.

Afinal, Snips renunciou à Ordem Jedi há muito tempo. Mas, como vimos na temporada final de The Clone Wars de Dave Filoni, ela ainda era uma usuária da Força pelo lado da luz. Ahsoka até ajudou a 501ª Legião a retomar o controle de Mandalore e derrotar as forças insurgentes de Darth Maul. E muito depois dos eventos da Ordem 66 e da queda do Império Galáctico, a fêmea Togruta ainda estava livre. Mas se ela não é Jedi nem Sith, onde está sua lealdade no que diz respeito à Força?

Em Into the Dark, um trio de Cavaleiros Jedi embarca em uma viagem ao Starlight Beacon, mas o Grande Desastre – um incidente que obrigou todas as espaçonaves da galáxia a cair abruptamente do hiperespaço – envia sua nave para uma estação espacial abandonada em no meio do nada.

Continua depois da publicidade

Um desses Jedi é Orla Jareni, que apesar de ter sido promovido ao posto de cavaleiro, não acredita nos pontos de vista da Ordem Jedi e sua interpretação da Força. É por isso que Orla começa sua jornada na Orla Externa com um título único na Ordem Jedi: uma Wayseeker.

Como o nome sugere, um Wayseeker (buscador de caminho) é alguém que procura o seu próprio caminho para servir à Força, aquele que foge da filosofia organizada do Conselho Jedi. E acho que todos podemos concordar que isso soa muito parecido com o que Ahsoka fez.

Mesmo em termos de ressonância temática, Star Wars: The High Republic traça muitos paralelos entre Orla e Snips, ambas com sabres de luz de lâmina branca e vestes cinza.

Lucasfilm na Disney+

A três trilogias da franquia Star Wars
A Lucasfilm irá expandir a franquia Star Wars com diversas séries na Disney+ (Fonte: Reprodução – Disney)

Dave Filoni e Jon Favreau, os mentores por trás de The Mandalorian, estão co-produzindo duas séries spin-off da série do Baby Yoda. Sem muitos detalhes, foram apresentados os logos de Rangers of the New Republic e Ahsoka.

Ahsoka seguirá a personagem Ahsoka Tano em sua versão live-action, apresentada recentemente na 2ª temporada da série na interpretação de Rosario Dawson.

Como anunciado anteriormente, Andor chegará ao catálogo da Disney+ em 2022. O show de 12 episódios segue K-2SO e Cassian Andor (Diego Luna), de Rogue One: Uma História Star Wars. Chamado de thriller de espionagem, o spin-off ganhou um teaser de bastidores.

O show Obi-Wan Kenobi, dirigido por Deborah Chow, se passará 10 anos após os eventos de A Vingança dos Sith. Kathleen Kennedy, chefe da Lucasfilm, anunciou que Hayden Christensen vai repetir seu papel como Darth Vader ao lado de Ewan McGregor no papel-título.

Lando, uma série que segue Lando Calrissian, também foi anunciada, assim como uma série chamada The Acolyte, que se passará durante os dias finais da Alta República, sendo descrito como um “thriller de mistério”. A Droid Story apresentará aos fãs um novo herói guiado por R2-D2 e C-3PO.

Star Wars: The Bad Batch, spin-off da série animada The Clone Wars, ganhou seu primeiro trailer. Star Wars: Visions será uma série de curtas-metragens animados que celebra a galáxia de Star Wars através dos olhos dos melhores criadores de anime japoneses do mundo e estreia em 2021.

Fora do universo Star Wars, a Lucasfilm também está criando uma série baseada no filme de Jim Henson, Willow: Na Terra da Magia. Willow será estrelado por Warwick Davis.

https://observatoriodeseries.uol.com.br/disney/star-wars/series-star-wars-na-disney-pretendem-consertar-a-a-ascensao-skywalker

Publicidade
© 2022 Observatório de Séries | Powered by Grupo Observatório
Site parceiro UOL
Publicidade