Star Wars: The Bad Batch indica que seus protagonistas não ajudaram a caçar os Jedi

O grupo que protagonizará a nova animação Star Wars não deve fazer parte dos clones que caçaram os Jedi após a Ordem 66.

Star Wars: The Bad Batch
Publicidade

O primeiro trailer de Star Wars: The Bad Batch parece indicar que a infame unidade de comando titular da série Disney+ de alguma forma conseguiu superar seus chips da Ordem 66 e se recusar a matar seus senhores Jedi.

Enquanto os clones Kaminoanos tinham livre arbítrio, ao contrário do Exército Droid, seus criadores criaram contingências para mantê-los sob controle. Um deles envolveu o plano idealizado de Palpatine para assumir o controle da República e destruir os Jedi.

Na verdade, os nativos anfíbios de Kamino plantaram chips secretos dentro do cérebro de cada clone, que, quando ativados, os obrigaria a caçar e matar esses guerreiros da paz e da justiça. Mesmo os membros mais brilhantes e leais da armada falharam em resistir ao comando, de fato, incluindo o Capitão Rex e o Comandante Cody. Mas parece que o Clone Force 99 finalmente provou ser uma exceção a este trágico incidente.

Continua depois da publicidade

No início do trailer, como observa o ScreenRant, o Almirante Tarkin repreende a desobediência incessante da unidade, a ponto de ordenar sua eliminação. Mais tarde, vemos Hunter e Crosshair lutando contra soldados clones padrão, o que implica que eles conseguiram superar o controle da mente do Imperador.

Por último, também podemos vislumbrar o Clone Force 99 trabalhando com Rex, que, como você deve se lembrar, ganhou seu livre arbítrio graças à intervenção de Ahsoka Tano.

Tudo isso parece sugerir que eles desobedecerão à Ordem 66, embora o como ainda não esteja claro. Uma possível explicação que vem à mente é a fisiologia mutante do esquadrão, o traço que os tornou os candidatos perfeitos para o corpo de elite da República em primeiro lugar.

Lucasfilm na Disney+

A três trilogias da franquia Star Wars
A Lucasfilm irá expandir a franquia Star Wars com diversas séries na Disney+ (Fonte: Reprodução – Disney)

Dave Filoni e Jon Favreau, os mentores por trás de The Mandalorian, estão co-produzindo duas séries spin-off da série do Baby Yoda. Sem muitos detalhes, foram apresentados os logos de Rangers of the New Republic e Ahsoka.

Ahsoka seguirá a personagem Ahsoka Tano em sua versão live-action, apresentada recentemente na 2ª temporada da série na interpretação de Rosario Dawson.

Como anunciado anteriormente, Andor chegará ao catálogo da Disney+ em 2022. O show de 12 episódios segue K-2SO e Cassian Andor (Diego Luna), de Rogue One: Uma História Star Wars. Chamado de thriller de espionagem, o spin-off ganhou um teaser de bastidores.

O show Obi-Wan Kenobi, dirigido por Deborah Chow, se passará 10 anos após os eventos de A Vingança dos Sith. Kathleen Kennedy, chefe da Lucasfilm, anunciou que Hayden Christensen vai repetir seu papel como Darth Vader ao lado de Ewan McGregor no papel-título.

Lando, uma série que segue Lando Calrissian, também foi anunciada, assim como uma série chamada The Acolyte, que se passará durante os dias finais da Alta República, sendo descrito como um “thriller de mistério”. A Droid Story apresentará aos fãs um novo herói guiado por R2-D2 e C-3PO.

Star Wars: The Bad Batch, spin-off da série animada The Clone Wars, ganhou seu primeiro trailer. Star Wars: Visions será uma série de curtas-metragens animados que celebra a galáxia de Star Wars através dos olhos dos melhores criadores de anime japoneses do mundo e estreia em 2021.

Para não perder nenhum desses ou outros lançamentos Star Wars na Disney+, assine o streaming clicando no banner abaixo:

Fora do universo Star Wars, a Lucasfilm também está criando uma série baseada no filme de Jim Henson, Willow: Na Terra da Magia. Willow será estrelado por Warwick Davis.

Publicidade
© 2022 Observatório de Séries | Powered by Grupo Observatório
Site parceiro UOL
Publicidade