Writers Guild of America ameaça ações legais contra agentes de talentos em Hollywood; entenda polêmica

Publicado em 31/05/2019 23:32
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

O Writers Guild of America está alertando que tomarão ações legais contra as agências de talentos não franqueadas em outro sinal da profundidade da disputa pela agência WGA, segundo a Variety. Assim, a associação dirigiu seus quase 15 mil membros em 12 de abril, quando as negociações entraram em colapso, para encerrar as relações com agentes que se recusaram a assinar seu novo Código de Conduta. Dessa forma, fica proibida para as agências aceitarem certas taxas e se engajarem em empresas afiliadas.

Menos de 70 agências assinaram o código, com a Verve sendo a mais proeminente a fazê-lo. A WGA entrou com uma ação iniciada em 17 de abril contra a CAA, a WME, a UTA e a ICM Partners alegando que a prática de agências que coletam certas taxas viola as leis estaduais e federais. O WGA anunciou na sexta-feira que recebeu denúncias de que agências não-identificadas tentam encomendar ou receber certas taxas sobre acordos negociados após 12 de abril.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

“Além disso, parece que alguns advogados e gerentes da indústria são cúmplices nas tentativas de garantir pacotes e comissões não adquiridas para agências não franqueadas”, disse a associação. “Se esses maus comportamentos continuarem, a associação aconselhará os membros que agências, escritórios de advocacia ou gerentes estão agindo de forma contrária aos seus deveres fiduciários, e tomaremos as medidas legais apropriadas para proteger os interesses dos membros”.

As condutas inadequadas

Portanto, os exemplos relatados pelos membros de conduta inadequada incluem uma agência alegando que é devida uma comissão. Embora os pontos essenciais do acordo tenham sido negociados por outros representantes após 12 de abril. Além disso, uma agência alegando que o WGA está concedendo isenções para permitir que as agências concluam acordos sobre projetos que eles criaram antes de 12 de abril. Ainda, uma agência tentando pegar uma taxa em um novo projeto de um escritor sob um acordo geral.

“É particularmente chocante que certos agentes, advogados e gerentes estejam focando essas manobras em escritores mais jovens ou menos experientes. Embora escritores experientes também tenham sido afetados”, disse o WGA. “A regra de trabalho 23 proíbe os membros da guilda de serem representados por agências não franqueadas, e isso inclui pagar comissões a essas agências onde elas não são devidas”.

As negociações entre os agentes, representados pela Associação de Agentes de Talentos, e o WGA estão programadas para serem retomadas em 7 de junho.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio