Westworld alfineta Bolsonaro com presidente brasileiro encurralado

Publicado em 13/04/2020 09:52
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

A noite deste domingo (12) foi especial para os fãs brasileiros de Westworld. Afinal, a série da HBO deu uma atenção especial para o Brasil, colocando Serac (Vincent Cassel) para ameaçar “nosso” presidente, Filo (Al Coronel), que é nitidamente uma paródia de Jair Bolsonaro.

Vale dizer que escalar Coronel para o papel acabou fazendo com que a série repetisse o mesmo erro de Lost. O que fez com que o público tupiniquim fosse reagir das formas mais hilárias no Twitter.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

No meio da surpresa de ver uma referência brasileira em uma das melhores séries da atualidade, talvez a incrível semelhança com o momento atual da política nacional seja fácil passar despercebida.

Mas o olhar mais atento pode ter reparado que Filo se mostra encurralado por suas insurgências, sob a ameaça de um golpe militar. Apesar de ter sido escrita e filmada meses atrás, a cena certamente serve como um alfinetada às políticas controversas adotas por Bolsonaro durante a crise do Coronavírus.

Mais do que isso, Serac ainda diz que se o presidente não agir de acordo com as suas exigências, ele veria sua moeda caindo inexplicavelmente, alfinetando mais uma vez políticas controversas do presidente: suas relações internacionais. E, é claro, a desvalorização do Real.

A personagem de Vincent Cassel ainda cita uma “agitação no Norte”, sugerindo que esta queira tirá-lo da presidência. Certamente, isso poderia ser lido como o fato de que Bolsonaro perdeu a eleição do 2º turno em todos os Estados do Nordeste, além de Pará e Tocantins.

Apesar do sotaque de Al Coronel no episódio, Westworld parece ter feito a lição de casa na hora de falar sobre o Brasil. A série conversa com a situação política atual do país em apenas alguns segundos, mas mostra bem o que é a visão de fora.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio