Showrunner de Star Trek: Picard explica sexualidade dos romulanos

Publicado em 10/03/2020 12:36
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Star Trek: Picard e Star Trek: Discovery não têm medo de representar uma versão muito mais adulta do universo de Jornada nas Estrelas, quer os fãs gostem ou não. Com Picard e Discovery transmitidos no CBS All Access (no Brasil, na Amazon Prime Video e Netflix, respectivamente) e livres dos padrões usuais da rede de TV, vimos muito mais linguagem obscena, violência brutal e até cenas sexualmente explícitas do que qualquer outra série de Star Trek.

Esta versão nova e muito mais adulta de Star Trek naturalmente convida a discussões mais crescidas, e recentemente Michael Chabon, showrunner de Star Trek: Picard, foi convidado a abordar as práticas sexuais dos romulanos.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Enquanto os fãs de Jornada nas Estrelas estão de luto pela morte do ex-Borg Drone Hugh após o último episódio de Picard, outros fãs estão enviando a parceria entre Hugh e o novo guerreiro romulano de Picard, Elnor. Claro, o pensamento de Elnor e Hugh levantou uma pergunta óbvia para os fãs de Star Trek: existe um lado LGBTQ na cultura romulana?

O showrunner faz sessões regulares de perguntas e respostas nas mídias sociais com os fãs e aqui está o que Chabon tinha a dizer sobre os romulanos serem gays:

“O espectro romulano de identidade sexual não se alinha necessariamente com nossa compreensão humana atual; os relacionamentos românticos são vistos – com prazer – como oportunidades para criar conspiração, e formas complexas de poliamor, menos preocupadas com diferenças de gênero do que de poder, não são incomum entre eles. Elnor ainda não explorou sua própria identidade sexual. Ele está ansioso por fazê-lo”.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio