Roteiro de Lizzie McGuire desagradou Disney+ por conter sexo e trapaça

Publicado em 10/03/2020 18:53
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Pouco menos de duas semanas depois que Hilary Duff, a estrela de Lizzie McGuire, foi ao Instagram para garantir que todos ficassem sabendo que ela preferia ver a continuação da série no Hulu e não no Disney+, novidades de bastidores podem explicar o que está acontecendo.

Recentemente, uma matéria de Natalie Jarvey, do The Hollywood Reporter, com foco no ex-CEO da Disney, Bob Iger, foi baseada na expectativa de que ele assumisse um papel prático na organização e racionalização do Disney+ em uma importante temporada de programação de 2020.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

O relatório do The Hollywood Reporter revela que eles leram o roteiro do primeiro episódio e que sexo e trapaça são dois pontos centrais da trama do revival.

Fazendo referência a High Fidelity, de Zoë Kravitz, bem como Love, Victor, série spin-off de Com Amor, Simon, como exemplos de shows que foram transferidos para o Hulu devido ao seu assunto mais maduro.

Aparentemente, a marca Lizzie McGuire está longe demais do que o Disney+ busca como temática. Não era segredo que Terri Minsky, criador da série, e a própria Duff procuravam fazer uma série mais voltada para adultos, enquanto a Disney procurava um tom moderno e familiar que se encaixasse na abordagem “não superior a PG-13” do serviço de streaming.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio