Onde está Ozymandias e o que ele quer em Watchmen da HBO?

Publicado em 29/10/2019 14:15
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Situado 34 anos após os eventos da graphic novel de Alan Moore e Dave Gibbons, Watchmen da HBO se desenrola em um mundo moldado pelas ações do onipotente Dr. Manhattan e “o homem mais inteligente do mundo”, Adrian Veidt, também conhecido como Ozymandias.

Tecnologia, política e até fenômenos climáticos inexplicáveis (ou seriam ataques transdimensionais?)… Tudo isso têm suas impressões digitais. E Veidt é, obviamente, responsável pela tragédia que afastou os Estados Unidos e a União Soviética da beira da guerra nuclear: o ataque de “lulas alienígenas” na cidade de Nova York que deixou milhões de mortos.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

No entanto, como vimos no episódio de estreia, Veidt foi declarado morto. Embora seu status real seja aparentemente o assunto de várias teorias da conspiração. Afinal, como também vimos naquele episódio (e insistimos nisso até que se prove o contrário), Veidt, interpretado por Jeremy Irons, está vivo e bem, no que parece ser uma propriedade elegante no interior da Inglaterra.

De fato, podemos discutir o quão bem ele está. Apesar de estar cercado por funcionários atenciosos e aparentemente querendo pouco, Veidt parece entediado e começa a escrever uma peça, O Filho do Relojoeiro, que observamos anteriormente como uma referência a Jon Osterman, também conhecido como Dr. Manhattan.

Mas há mais coisas acontecendo aqui do que se viu na estreia da série. Afinal, é Adrian Veidt. Com o segundo episódio de Watchmen, Martial Feats of Comanche Horsemanship, pudemos entender um pouco melhor. Mas acabamos ficando com ainda mais perguntas.

Há quanto tempo Veidt está… Bem, onde quer que ele esteja?

Sabemos pelo artigo de jornal vislumbrado na estreia e republicado como parte dos arquivos da Peteypedia que Veidt, 80 anos, foi oficialmente declarado morto em setembro de 2019, após uma pesquisa global de sete anos. Embora sua última aparição pública tenha sido em 2007, o recluso Veidt não foi declarado desaparecido até 2012, quando, após a compra de suas empresas pela Trieu Industries, membros de seu conselho de administração viajaram para a Antártica para garantir suas bênçãos. O que eles descobriram foi a retirada de Veidt. Karnak estava vazia.

Mas sabemos que Veidt não esteve neste estado misterioso o tempo todo. Seus servos realizam uma comemoração de aniversário involuntariamente sombria em cada um dos dois episódios: o primeiro bolo tem uma vela e o segundo duas. Onde estava a Veidt nesses cinco anos anteriores? Bem, podemos estar vendo o passado de Veidt ainda.

Onde está Veidt?

Podemos supor, dadas as colinas verdejantes, a arquitetura e as gaivotas, que Veidt está vivendo em luxo (e sigilo) em algum lugar ao longo da costa do Reino Unido. No entanto, recebemos algumas dicas que sugerem o contrário.

A primeira é o artigo de jornal, que se refere a uma “pesquisa global” e uma declaração da morte presumida de Veidt por “autoridades em três continentes”. Isso torna altamente improvável que ele simplesmente esteja passando os dias andando a cavalo e escrevendo peças em sua propriedade rural, esperando que jornalistas ou alguma agência governamental batam na porta.

A segunda pista, e muito mais inteligente, é como somos apresentados a Veidt e sua localização. A câmera se abre, desde o ataque ao esconderijo da Sétima Kavalaria até as estrelas, que desaparecem no que presumimos ser uma praia. Isso pode muito bem indicar que Veidt, como o Dr. Manhattan, não está mais na Terra. Embora, seja uma aposta alta.

O motivo, no entanto, não está claro. Afinal, a Antártica certamente proporcionaria a privacidade que ele precisa. E ele parece inquieto. Quase como se não quisesse estar… Onde quer que esteja.

O Filho do Relojoeiro

Embora o Dr. Manhattan tenha abandonado a Terra em outubro de 1985, duas semanas antes do Evento de Incursão Dimensional (o ataque encenado à cidade de Nova York pela criatura gigante), ele ainda consome os pensamentos de Veidt, 34 anos depois.

Estrelando o mordomo de Veidt como Jon Osterman e sua empregada como Janey Slater, namorada de Jon, a peça O Filho do Relojoeiro é uma dramatização da origem do Dr. Manhattan, conforme detalhado em Watchmen# 4. Talvez, você possa discutir com o roteiro de Veidt, que tende ao melodrama. Mas é preciso dar crédito a ele pelos valores da produção: um Manhattan nu, descendo dos céus, e a horrível morte do mordomo.

E essa é a verdadeira revelação dessa cena: os servos de Veidt são algum tipo de clone, lá apenas por sua conveniência e diversão.”Devemos colocá-lo no porão com os outros, senhor?”, o novo Sr. Phillips pergunta ao seu mestre, referindo-se ao modelo anterior carbonizado. Bem, isso e Veidt colocando as palavras de Manhattan na própria boca:

“Nada termina, Janey. Nada termina”. O que sugere Ozymandias ainda vê um papel para si mesmo nos eventos de um mundo que acredita que ele está morto. Só porque o Dr. Manhattan há muito tempo se afastou das preocupações terrenas não significa que Veidt o tenha.

Qual é o plano de Veidt?

Certamente, é muito cedo para dizer. Além das periódicas chuvas de lula em todo o mundo, nenhum dos eventos no enredo principal parece conectado à Veidt de forma alguma. É difícil imaginar essa personagem se preocupando com um grupo de supremacia branca em Tulsa, Oklahoma (mesmo que tenha se inspirado em um ex-colega), ou com a árvore genealógica da detetive da polícia Angela Abar (Regina King).

O que quer que ele esteja planejando provavelmente não os envolve diretamente. Mas não podemos desconsiderar os arcos deles de alguma forma cruzando com os dele. Dada a fixação contínua de Veidt com Manhattan, é muito mais fácil imaginá-lo procurando uma maneira de atrair seu velho amigo de volta à Terra. Por que motivo? Para finalmente provar que ele “fez a coisa certa no final”?

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio