O homem encontrado pela polícia é mesmo o Justiça Encapuzada em Watchmen?

Publicado em 28/10/2019 22:30
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Muito parecida com Watchmen original, de Alan Moore e Dave Gibbons, que exibiu sua própria história em quadrinhos no universo, Contos do Cargueiro Negro, a série da HBO traz seu próprio programa sensacionalista, American Hero Story: Minutemen.

Anunciado no primeiro episódio, em um ônibus, por um dirigível e em um comercial, ele finalmente estreia no segundo e, pelas nossas contas, está dominando uma nação. E é fácil entender o porquê.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Algo como o crossover entre American Crime Story, da FX, e um docudrama ao estilo Discovery, American Hero Story está contando a história por trás dos Minutemen, a equipe de vigilantes fantasiados que operaram de 1939 a 1946. Com uma formação original trazendo Capitão Metrópolis, Espectral , Justiça Encapuzada, Coruja, Silhouette, Dollar Bill, Mariposa e Comediante, há muito material para receber se explorar nos tabloides. No entanto, as cenas de abertura podem fornecer pistas sobre a direção que o programa seguirá e de onde ele tira parte de sua inspiração.

O corpo na água

American Hero Story começa com uma narração de um suposto morto, com imagens de policiais descobrindo seu corpo flutuando na água. Nesse caso, é Rolf Muller, um homem forte do circo da Alemanha Oriental. Seu corpo está no porto de Boston. Ou será que não? O narrador insiste que não é.

“Eu só preciso que as pessoas pensem que é para que parem de procurar”, ele murmura. “Eu não estou pronto para lhe dizer quem realmente sou. Se eu dissesse, você não assistiria até o fim”.

Isso é verdade. Mas quando American Hero Story corta para uma cena com Justiça Encapuzada frustrando o assalto a um supermercado, ele meio que dá uma dica.

Por baixo do capuz

A série de quadrinhos Watchmen inclui material suplementar na forma de trechos de Under the Hood, a autobiografia Hollis Mason, o Coruja original. As três primeiras edições da história em quadrinhos apresentam os cinco primeiros capítulos do livro, nos quais Mason narra sua vida antes de vestir a máscara, a formação e o desmantelamento dos Minutemen, a chegada do Dr. Manhattan e a ascensão de Ozymandias.

No quinto capítulo, Mason especula sobre o destino do misterioso Justiça Encapuzada e levanta a possibilidade de que ele era Rolf Muller, um proeminente homem do circo que largou o emprego na mesma época em que o vigilante desapareceu, apenas para aparecer três meses mais tarde em Boston, com uma bala na cabeça.

Mason faz alusão a um artigo do New Frontiersman, um jornal de direita que já apareceu na série da HBO, que implicava que Muller, um suposto comunista, havia sido assassinado por seus superiores. No entanto, ele se dobra com a possibilidade de que Muller fosse Justiça Encapuzada, observando suas construções similares. O American Hero Story aparentemente traz a mesma teoria.

Antes de Watchmen

Mas em 2012, a DC lançou a prequel Antes de Watchmen, que seguiu um caminho diferente. Em Antes de Watchmen: Minutemen, Mason detalha suas façanhas com a equipe nos anos 40 em uma minissérie que lança muitas das informações contidas em Under the Hood sob uma luz diferente.

A prequel estabelece definitivamente que Justiça Encapuzada não é Muller. Ao invés disso, o homem é um assassino em série de crianças que é investigado por Silhouette, com a ajuda de Coruja e Mariposa. Mais tarde, enquanto procurava por Justiça Encapuzada, o Comediante examina os arquivos de casos de Silhouette, o que o leva ao circo e a Muller.

Ele então estrangula o homem, o que parece, um pouco, ir contra o artigo do New Frontiersman e a teoria de Mason de que Muller e Justiça Encapuzada são a mesma pessoa.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio