Netflix retira HD à pedido da União Europeia para desafogar tráfego online

Publicado em 19/03/2020 17:27
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

A Netflix concordou em reduzir temporariamente a largura de banda usada por seu serviço de streaming na Europa, dizendo que reduzirá as taxas de bits de vídeo pelos próximos 30 dias, a pedido da União Europeia, para facilitar a carga nas redes de internet da região.

A medida ocorreu depois que o comissário da UE para o Mercado Interno, Thierry Breton, em discussões com o CEO da Netflix, Reed Hastings, nos últimos dois dias, instou a empresa a mudar a empresa para o vídeo de definição padrão para aliviar o congestionamento nas redes durante a pandemia de Coronavírus. A preocupação é que o streaming de vídeo em HD inunde as redes de banda larga, pois milhões de pessoas em quarentena estão trabalhando remotamente.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

“Após as discussões entre o comissário Thierry Breton e Reed Hastings – e dados os desafios extraordinários levantados pelo Coronavírus – a Netflix decidiu começar a reduzir as taxas de bits em todos os nossos fluxos na Europa por 30 dias”, disse um porta-voz da empresa em comunicado à Variety. “Estimamos que isso reduzirá o tráfego da Netflix nas redes europeias em cerca de 25%, garantindo também um serviço de boa qualidade para nossos membros”.

A Netflix não especificou exatamente como isso reduziria a quantidade de largura de banda consumida na Europa ou como isso afetaria a qualidade do vídeo para os clientes. De acordo com a empresa, o streaming de programas de TV ou filmes em seu serviço usa cerca de 1 gigabyte de dados por hora para cada fluxo de vídeo em definição padrão, em comparação com até 3 GB por hora para cada fluxo de vídeo em HD.

Por enquanto, a decisão da Netflix de acelerar o vídeo se aplica apenas na Europa.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio