Harvey Weinstein diz que Jennifer Aniston, a Rachel de FRIENDS, “deveria ser morta”

Publicado em 10/03/2020 15:23
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Harvey Weinstein sugeriu que Jennifer Aniston “deveria ser morta” ao saber que o National Enquirer estava planejando denunciar que ele a agrediu sexualmente, revelaram documentos do tribunal nesta terça-feira (10), segundo o Page Six.

Em 31 de outubro de 2017, em meio à enxurrada de alegações do #MeToo contra o magnata do cinema desonrado, a porta-voz de Weinstein enviou-lhe um e-mail do Enquirer, mostram os registros.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

“Não tenho certeza se você viu este. Jennifer Aniston”, escreveu Sallie Hofmeister, executiva sênior da poderosa empresa de relações públicas Sitrick.

Em seu e-mail, o Enquirer disse que “Jennifer confidenciou a uma amiga que durante a produção do filme Fora de Rumo, lançado em 2005, Weinstein a agrediu sexualmente, pressionando-a contra as costas ao agarrar suas nádegas”.

O Enquirer também disse que, “ao longo dos anos, ele frequentemente olhava para o decote/seios dela e movia a boca, deixando Jennifer desconfortável”.

“Também citamos uma fonte próxima a Jennifer, que disse ao Enquirer: ‘Harvey estava apaixonado por Jennifer Aniston – ele tinha uma queda enorme por ela e falava constantemente sobre o quão quente (linda) ela era’”, acrescentou a mensagem.

Cerca de 45 minutos depois de receber o e-mail, Weinstein usou seu iPhone para enviar a Hofmeister uma resposta concisa, mostram os registros.

“Jen Aniston deveria ser morta”, escreveu ele.

Os e-mails foram arquivados em sigilo na Suprema Corte de Manhattan pelos advogados de defesa de Weinstein, numa tentativa de impedir que os promotores os usassem contra ele em seu julgamento.

Eles foram divulgados antes de sua sentença marcada para quarta-feira (11) por estuprar uma cabeleireira e fazer sexo oral à força em uma ex-assistente de produção do Project Runway.

O Enquirer nunca publicou as alegações sobre Aniston, mas a ex-estrela de FRIENDS falou à Variety no ano passado sobre o “comportamento de porquinho” de Weinstein durante o jantar de estreia de Fora de Rumo.

“Lembro que estava sentada à mesa do jantar com Clive (Owen), e nossos produtores e um amigo meu estavam sentados comigo”, disse ela. “E ele literalmente chegou à mesa e disse ao meu amigo: ‘Levante-se!’ E eu fiquei tipo ‘Oh meu Deus’. E então meu amigo se levantou e se mudou e Harvey se sentou. Foi exatamente esse nível de direitos e comportamentos grosseiros”.

Aniston também disse à Variety que Weinstein tentou intimidá-la a usar um vestido desenhado por sua então esposa, Georgina Chapman, para a estreia do filme, mas ela recusou.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio