Battlestar Galactica (Fonte: Reprodução)
Battlestar Galactica (Fonte: Reprodução)

Já faz mais de uma década que o episódio final da ópera espacial Battlestar Galactica foi ao ar. Mas o criador e showrunner Ronald D. Moore, continua revelando novidades sobre o fim da série.

Moore falou recentemente com a Collider e, entre outras coisas, revelou que o season finale era originalmente muito mais longo do que o que foi ao ar.

O final da série mostrou os sobreviventes humanos e os Cylons rebeldes encontrarem um novo lar na Terra, nossa Terra por volta de 150.000 aC, e as implicações teológicas de sua jornada e tudo o que experimentaram ao longo do caminho.

Intitulado Daybreak, o enredo durou cerca de duas horas e vinte minutos em três partes. Mas, de acordo com Moore, havia muito mais:

“O corte original foi provavelmente mais próximo de quatro horas. Havia uma estrutura diferente no roteiro do que acabou na tela. A estrutura no roteiro era muito menos linear. Era muito não linear”, revelou o showrunner. “Eu estava fazendo flashbacks e coisas atuais e misturando os flashbacks”.

“Houve algumas cenas que funcionaram e outras longas demais”, explicou ele. “Então é essa a diferença entre as quatro e as três horas. Na verdade, estava apenas mudando a estrutura, reforçando e fazendo os cortes e edições habituais que você faz em quase qualquer pedaço de filme para reduzir o peso de luta”.