Vingadores: Ultimato (Fonte: Reprodução)
Vingadores: Ultimato (Fonte: Reprodução)

O Universo Cinematográfico da Marvel pode ter ganho mais de US $ 20 bilhões nas bilheterias do mundo todo, mas todos os quatro títulos com maior bilheteria da franquia são filmes dos Vingadores. Então, com Vingadores: Ultimato encerrando a Saga do Infinito, e a encarnação atual da equipe, as coisas estão mudando no MCU.

Com o Homem de Ferro (Robert Downey Jr.) e a Viúva Negra (Scarlett Johansson) mortos e o Capitão América (Chris Evans) aposentado, isso já é metade da formação original, e a Fase 4 deve ver outros seguirem o exemplo.

Embora Thor: Love and Thunder seja oficial, não sabemos que o herói de Chris Hemsworth continuará por muito tempo. Já Hulk deve continuar sendo uma personagem coadjuvante por questões de direitos, e devemos ver Mark Ruffalo retornando na série She-Hulk.

Mas ainda temos o Gavião Arqueiro quando falamos dos Vingadores originais. Sabemos que Clint Barton fará parte do MCU até pelo menos 2022, quando sua protegida Kate Bishop encabeçará Hawkeye, sua própria série Disney+, que terá Jeremy Renner como coadjuvante.

Havia rumores de que os problemas pessoais de Renner poderiam, em última análise, acelerar sua partida. Mas, olhando o que está acontecendo com o resto dos Vingadores originais, parece cada vez mais provável que o plano já envolvia tirá-lo dos holofotes de qualquer maneira.

Afinal, faria todo o sentido para Clint Barton atuar como mentor de Kate Bishop na 1ª temporada de Hawkeye antes de tirá-lo de cena. Além de dar motivação narrativa para a sucessora, que deve assumir o manto em período integral, ela sempre foi uma participante importante dos Jovens Vingadores, uma equipe que deve, mais cedo ou mais tarde, tomar a frente do MCU.