Esse é o real motivo do Batman de Titãs ser o PIOR de todos os tempos

Publicado em 21/11/2019 05:58
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

O universo da DC Comics certamente teve muitos exemplos ruins de pais ao longo de sua história. Ao pesquisar nos arquivos da Justiça Jovem, você encontrará Superman sendo um pai ausente e um idiota geral nas primeiras temporadas com Superboy. E quando se trata de Batman… Bem, você pode exibir a infinidade de desenhos animados e filmes de animação que nos lembram que ele também não se sai muito bem neste departamento.

No entanto, se você está procurando o maior pai ausente desse universo; a representação mais abismal de um pai para seus filhos vigilantes… Não procure mais do que o Bruce Wayne de Iain Glen em Titãs, do DC Universe.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Dick Grayson

Essa iteração do Cavaleiro das Trevas facilmente leva o prêmio de figura paterna mais negligente e indiferente de todos os tempos. Ainda pior nas interjeições que ele faz quando se trata de seu ninho de Robins. Em primeiro lugar, Bruce manipulou severamente a situação de Dick Grayson desde a 1ª temporada. O primeiro Robin deixou claro que estava assustado com os métodos violentos de seu mentor. Mas Bruce nem sequer reconheceu que seu ex-parceiro tinha um estresse pós-traumático ou simplesmente não estava pronto para encarar esse trauma.

Agora, a segunda temporada vê toda essa tensão mental acumulada começando a vazar, levando Dick a atacar policiais em um aeroporto somente para acabar na cadeia. Surpreendentemente, em nenhum momento Bruce faz uma visita ou usou sua influência para tentar entrar em contato com ele e entender a situação. Vendo que Bruce tem poderes tecnológicos e métodos de se comunicar, é uma loucura que ele nem sequer tentou entregar alguma mensagem codificada de segurança para Dick.

O pior é que Bruce deveria ter visto o colapso de Dick vindo a uma milha de distância. Mas ele nunca acompanha as situações que o constroem. Mais uma vez, com sua tecnologia, ele poderia pelo menos armazenar informações em segredo. Mas ou Dick manteve esse desastre em segredo ou Bruce não se importava com a briga de Slade Wilson. Vê-lo alcançando as Titãs, no entanto, meio que nos inclina para o último, porque é uma coisa confiar no seu protegido, mas outra jogá-los para os lobos e não manter um olhar atento no caso de as coisas darem errado.

Jason Todd

Quando se trata de Jason Todd, Bruce também tem sido uma bagunça. Nós nunca o vemos abordando como Slade quase matou o garoto, fazendo o Homem-Morcego parecer frio e totalmente oposto ao que lemos no arco Morte Em Família nos anos 90, quando ele estava com o coração partido por Coringa ter matado o jovem Robin. Mas mesmo antes disso, Bruce trata Jason como uma tarefa árdua e uma obrigação indesejada, deixando-o com um Dick claramente despreparado para se tornar um mentor. Mesmo quando Dick enlouquece e Jason foge após a revelação de Jericó, Bruce nem sequer estende a mão ou rastreia o nitidamente instável garoto. É ainda pior, pois ele sabe que Jason age de forma passivo-agressiva.

Ver Bruce dizendo para as Titãs salvarem o dia basicamente enfatiza que ele não se importa com Jason. Seu alcance deveria deixá-lo saber que o garoto está correndo risco com Rose. Mas Bruce convenientemente nem aborda isso. Isso mostra o quão pouco Jason importa para ele, já que Bruce não olha para ele, andando por aí, espancando bandidos com outra adolescente instável. Bruce prefere deixar para as Titãs a tarefa de resgatar Mutano e Superboy, ignorando completamente a situação dos Robins. Se eles querem ou não a ajuda dele, não é motivo de preocupação para Bruce. Não é nem ao menos mostrado ele ajudando Dick a lidar com a morte de Aqualad. O que é lamentável porque Robin perdeu, não apenas um companheiro de equipe, mas um de seus amigos mais próximos.

Um Batman incompetente

Por fim, Bruce parece tratar esses companheiros como um videogame, ativando e desativando sentimentos por um capricho e fantasia, deixando-os em cenários com os quais estão mal equipados para lidar. Não é amor duro, é incompetência, pois Bruce não se relaciona ou simpatiza com seus “filhos”, tornando-o um pai que não tem uma lógica clara do porquê ele contratou ou treinou os Robins. Há uma linha tênue entre ser um cara durão e um idiota. E esse Bruce está deixando bem claro que ele não é somente durão.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio