Especialista vê Coronavírus como um problema para a Netflix; entenda

Publicado em 13/03/2020 00:52
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Como as autoridades de saúde aconselham as pessoas a ficar em casa e trabalhar remotamente em resposta ao Coronavírus, é fácil presumir que seria um bom presságio para empresas como a Netflix, que oferecem entretenimento doméstico aparentemente interminável por uma taxa de assinatura mensal.

Mas, segundo um analista, esse pode não ser o caso. Embora possa ser verdade que muitas pessoas possam permanecer assistindo a shows durante o surto, a analista da Needham, Laura Martin, disse ao Yahoo! que, apesar das ações da Netflix se manterem firmes por enquanto, ela acredita que o vírus acabará afetando o popular serviço de streaming.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Martin diz que a Netflix é um luxo e, à medida que o Coronavírus continua a causar estragos em todo o mundo, mais e mais pessoas serão forçadas a trabalhar em casa ou a tirar folgas devido a infecção. Com uma queda mundial no fluxo de caixa mensal, pode ser cada vez mais difícil para algumas famílias justificar a cobrança mensal da Netflix.

Tanto quanto os mais 60 milhões de assinantes da Netflix podem querer assistir aos seus programas favoritos pela centésima vez, os clientes em dificuldades financeiras são muito mais propensos a reduzir o entretenimento em favor de colocar comida na mesa. E com razão.

“A Itália acabou de colocar o país inteiro em quarentena, o que implica que milhões de funcionários de viagens não vão trabalhar ou receber salários, e as viagens em todo o mundo caíram vertiginosamente. Como a Netflix é um luxo, assumimos que a agitação internacional aumentará e o crescimento da receita no exterior diminuirá até que o COVID-19 se retire”.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio