El Camino muda destino de personagem de Breaking Bad e pode ser o início de um novo spin-off

Publicado em 16/10/2019 17:50
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Em Breaking Bad, da AMC, todos os vilões têm o que merecem. Vimos vários deles morrerem, como Tuco Salamanca, os primos, Gustavo Fring e, na 5ª e última temporada, a gangue neonazista do tio Jack, bem como seu sobrinho Todd Alquist (Jesse Plemons), finalmente estrangulado até a morte por Jesse (Aaron Paul).

No episódio final da série, Felina, o próprio Walter White (Bryan Cranston), também morre quando liberta Jesse da gangue de Jack, iniciando assim os eventos mostrados em El Camino: A Breaking Bad Movie.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

No entanto, no filme de Vince Gilligan, distribuído pela Netflix, o destino de uma vilã que pensávamos estar morta mudou fundamentalmente:

Lydia Rodarte-Quayle

Interpretada por Laura Fraser, Lydia era a empresária apresentada como Chefe de Logística na Madrigal Electromotive GmbH, uma empresa que tinha tudo em mãos, desde equipamentos industriais, manufatura, remessa global, construção e hospitalidade, que incluía a cadeia de fast-food Los Pollos Hermanos.

Introduzida na 5ª temporada, Lydia foi a pessoa que forneceu a Gus metilamina antes de seu império das drogas entrar em colapso. Ela se aliou a Walt após a morte de Gus, até encorajando-o a enviar para a Europa. No entanto, como o relacionamento entre Walt, Jesse e Mike (Jonathan Banks) se rompeu depois que Todd matou um garoto chamado Drew Sharp após um assalto à metilamina, Lydia mostrou que ela não se importava com nada, exceto nas margens de lucro.

Foi por isso que ela viu potencial em Todd para ser um parceiro. Embora tê-lo substituindo o aposentado Walt a pressionaria demais, enquanto lutava para atender à demanda em termos de quantidade e qualidade. Todd não era um cozinheiro tão bom quanto Walt, incapaz de chegar à famosa pureza “azul celeste” que Walt lhe ensinou a fazer. Mas ainda assim, com Todd e tio Jack tirando o revendedor do Arizona, Lydia não teve escolha a não ser depender de Todd.

O fim de Lydia

Em Felina, quando um desesperado Walt tentou convencer ela e Todd a deixá-lo entrar, Lydia fingiu interesse, inventando um esquema para ele conhecer Todd e Jack e ser morto. Mas a emboscada não foi conforme o planejado e Walt derrubou a operação, libertou Jesse e morreu.

No entanto, pouco antes, Lydia ligou pensando que Todd tinha feito o trabalho, apenas para Walt responder e informá-la de que todos os capangas estavam mortos e logo ela também estaria. Lydia foi envenenada com ricina, já que Walt misturou seu chá com a “porcaria de Stevia” que ela sempre colocava na bebida.

É claro que os fãs sabiam que a ricina era o beijo da morte no show. Então, todos presumimos que ela tivesse morrido fora da tela. Contudo, El Camino: A Breaking Bad Movie confirma que esse não é o caso. Ao menos, por enquanto.

Lydia viva?

Em uma reportagem de rádio ouvida quando Jesse tenta traçar um novo caminho após sua fuga, o locutor diz: “O chefão das drogas, uma vez conhecido no sudoeste como Heisenberg, ainda pode reivindicar uma vítima final”.

Nesse ponto, é incerto a quem o relatório está se referindo. Afinal, pensávamos que Walt matou todo mundo que tinha que ser assassinado. Mas então foi revelado que Lydia é quem ainda está viva.

“As autoridades do Texas que investigam o envenenamento de uma mulher de Houston estão investigando sua possível conexão com a organização criminosa de Walter White. A mulher sem nome, que está hospitalizada em estado crítico, não deve sobreviver”.

Lydia operava a partir da sede da Madrigal em Houston, Texas, mantendo seu papel no comércio de drogas o mais discreto possível. Sem nenhuma confirmação de sua morte mais tarde em El Camino, parece que Lydia ainda está tecnicamente viva no universo de Breaking Bad. Mas seu falecimento parece quase garantido. Ainda assim, é preciso se perguntar por que a morte de uma personagem tão poderosa não seria vista na tela como tantas outras. Os teóricos até acreditam que uma sequência de El Camino poderia ocorrer com Lydia de alguma forma sobrevivendo.

Lydia pode ganhar um spin-off próprio?

Vendo que Jesse obtém sua versão possível de um final feliz, se Lydia acaba viva, há um potencial de spin-off à la Better Call Saul, que poderia ser centrado na vilã. Assim, poderíamos ver Lydia atrás de quem pudesse preencher a lacuna e construir o novo império da metanfetamina no Novo México. Lydia teria ingredientes e, com todos os seus obstáculos, o spin-off poderia se concentrar em encontrar o próximo Heisenberg, também conhecido como o cozinheiro perfeito.

Não sabemos ao certo quanto da fórmula que Gus, Walt e Jesse cozinharam para ela está disponível, Mas há uma chance de que sua persistência em vender para a República Tcheca também possa entrar em jogo, mapeando também uma série centrada na Europa. Lydia poderia finalmente fazer a transição que ela sempre quis. Mas isso depende, é claro, se existe uma cura milagrosa para o envenenamento por ricina no mundo distorcido que Vince Gilligan criou.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio