Disney | Como a compra da FOX trará prestígio para a empresa na televisão

Publicado em 21/12/2018 19:59
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Bob Iger terá que começar a publicar mais anúncios de congratulações. Conforme a Disney chega mais perto das aprovações finais em sua aquisição dos ativos de produção da 21st Century Fox, o conglomerado está prestes a se tornar um gigante de prêmios de TV.

Muito já foi dito sobre o sucesso de Dana Walden como programadora. Ela assume a Disney Television Studios e a ABC Entertainment como presidente. Mas como presidente da Fox TV Group, ela e Gary Newman também supervisionaram uma chapa que está entre as mais bem-sucedidas na TV. Assim, o resultado foram prêmios e mais prêmios. Além disso, John Landgraf, presidente da Ditto FX Networks, também estará em breve na Disney.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

É apenas mais um exemplo de como a fusão da Disney com a 21st Century Fox será transformadora no cenário da TV. Este ciclo de premiação atual tem sido muito bom para o estúdio. Particularmente nos estúdios de TV da 21st Century Fox. De acordo com o estúdio, a 21st Century Fox recebeu 11 indicações ao Globo de Ouro este ano. Assim, seguidas pela FX com 10. Contudo, nenhuma produção da Disney ganhou uma indicação ao Globo este ano. Mas com a aquisição, isso mudará em breve.

Como a Disney+ mudará o mercado dos serviços de streaming?

E não é só no Globo de Ouro. A 20th Century Fox e a 21st Century Fox tiveram o maior ciclo de premiação de inverno entre estúdios, com 53 indicações nos prêmios Globo de Ouro, SAG, AFI, Humanitas, WGA e Critics Choice Awards. A HBO figurou em segundo com 43.

A Disney não comprou os ativos de produção da 21st Century Fox para os prêmios. Mas em uma época em que as classificações significam menos, elogios da crítica e aplausos do público são cada vez mais importantes para o valor de um programa. Na FX, Landgraf lança uma contagem anual de quantos programas aparecem nas listas de melhor dos críticos. Conforme os consumidores decidem onde gastar seu dinheiro em streaming, e a programação se torna mais um ativo fundamental nessa era, a aclamação desempenha um papel cada vez mais importante.

“Nós e a HBO continuamos quase exclusivamente focados na qualidade de TV, já que investimos em programação. E, consequentemente, temos de longe a maior taxa de retorno em termos de aclamação e Emmys em cada programa que fazemos”, disse Landgraf.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio