Damon Lindelof fez o que Zack Snyder não teve coragem de fazer em Watchmen

Publicado em 18/11/2019 04:18
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Desde que a HBO lançou o primeiro episódio de Watchmen, os fãs da graphic novel estavam esperando para ver se o programa abordaria totalmente a questão da lula gigante.

Enquanto a série de Damon Lindelof se passa anos após os eventos da graphic novel homônima, esses eventos ainda aconteciam no mundo dessas personagens. Ou seja, em 2 de novembro de 1985, uma lula gigante caiu no meio de Nova York e matou muita gente.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

A lula gigante na série

Aqueles que viram apenas o filme Watchmen podem ter ficado confusos. Afinal, no filme de Zack Snyder, não há lulas. Mas o episódio 5 do programa voltou a 2 de novembro de 1985 e mostrou o incidente da lula do ponto de vista de um jovem Wade Tillman (Tim Blake Nelson), atualmente conhecido em Tulsa como Looking Glass.

Na história atual, o senador Keene (James Wolk) revelou a Wade que a lula não era um ser transdimensional, como é acreditado por todos, mas sim uma criação de Ozymandias (Jeremy Irons), destinada a impedir um holocausto nuclear. A queda desse “ser extraterrestre” impediu os EUA e a Rússia de apontar armas nucleares um para o outro e uniu o mundo com um objetivo singular. Mas muitas pessoas morreram no processo.

Lindelof, showrunner da série, conversou com a Collider sobre sua decisão de incluir a lula, e revelou que desde os primeiros estágios do desenvolvimento do programa ele sempre pretendia trazer o momento icônico para a tela.

Damon Lindelof:

“Super empolgante, incrivelmente assustador. Desde o início, antes mesmo do piloto, eu disse a todos da equipe: ‘Só para vocês saberem, estamos fazendo a lula. Vamos fazer 2 de novembro de 1985, então comece a entender do assunto’. Eric, nosso supervisor de efeitos visuais e Matt, quando estávamos conversando sobre eles entrando no show, eu disse: ‘Só para vocês saberem que iremos fazer a lula’ e eles disseram ‘Sim!’ Eles estavam tão animados. Sabíamos que faríamos isso, sabíamos que isso aconteceria no intervalo do episódio 5 ou 6, para que eles tivessem algum tempo para planejá-lo. Nós sabíamos que queríamos que houvesse algum tipo de fanfarra para a revelação. E Steph Green, que dirigiu o episódio, ela pegou o roteiro e acho que ela ficou muito animada por entregar aquilo em particular, e o dirigiu com maestria”.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio