Criador de Black Mirror comenta o crossover entre Marvel e DC na 5ª temporada

Publicado em 08/06/2019 15:34
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

A Marvel e a DC Comics finalmente fizeram o tão esperado crossover live action. Ou algo próximo disso. Decerto, não foi da maneira que os fãs esperavam. O elenco de Striking Vipers, um dos três episódios da quinta temporada de Black Mirror, da Netflix, inclui Yahya Abdul-Mateen II, Anthony Mackie, Ludi Lin e Pom Klementieff.

E se todos esses nomes soam familiares, é porque todos eles apareceram em um filme da DC Comics ou da Marvel Studios. Então o TheWrap perguntou ao criador e co-showrunner Charlie Brooker se isso foi proposital.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

“Isso foi um acidente de casting“, Brooker revelou. “Nós estávamos apenas procurando as melhores pessoas para o trabalho. Foi depois que pensamos: ‘Oh, isso é um universo imenso colidindo’. Foi apenas um feliz acidente”.

No episódio, dois amigos ficam muito próximos um do outro quando Carl (Abdul-Mateen) e Danny (Mackie) se enfrentam em uma versão atualizada de um jogo que costumavam jogar quando eram mais jovens. Mas na nova versão, eles habitam fisicamente os corpos dos personagens que estão lutando dentro de um cenário de realidade virtual muito real, com Klementieff e Lin como seus avatares no jogo.

Lin, que apareceu no filme da DC, Aquaman, era o avatar no jogo de Mackie, que os fãs da Marvel conhecem como Sam Wilson. Ou Falcão. Ou, a partir de agora, Capitão América. Klementieff, que interpreta Mantis no Universo Cinematográfico Marvel, foi o avatar no jogo de Abdul-Mateen, que era o vilão Black Manta em Aquaman.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio