Como o destino de Bran já havia sido indicado na 1ª temporada de Game of Thrones

Publicado em 20/05/2019 15:44
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

A última temporada de Game of Thrones trouxe algumas respostas que os fãs esperavam há anos. Uma delas era quem seria, ao seu fim, o Rei ou Rainha que ficaria com o Trono de Ferro. Alguns fãs podem ter achado um tanto aleatório. Mas na verdade, já havia um foreshadow para Bran ficar com o trono.

Decerto, lembramos de como a série começa. Oficialmente, é verdade, são os White Walkers. Mas fora isso, é com Bran que começamos a ver Westeros. O menino é preparado desde sempre. Quantas lições não o vimos tomar com Meistre Luwin?

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Além disso, as primeiras cenas da série mostram Bran aprendendo com o pai. Ned Stark é obrigado, mesmo a contragosto, a decapitar um desertor da Patrulha da Noite, e leva o filho para ver a execução. Dessa forma, fica mais fácil de aceitar que Bran, o Quebrado, mesmo não querendo ser Rei, assume a responsabilidade.

Mas, como as coisas são em Westeros, nem tudo ficou literal. No quarto episódio da série, Cripples, Bastards, and Broken Things temos uma leve indicação do que pode ocorrer. Desde que Bran não pode mais andar sozinho, Tyrion assume a responsabilidade de ajudar. Afinal, ele entendia como era estar abaixo de todos os outros.

Então Tyrion fez uma sela especial para Bran que permitiu que ele montasse cavalos com todos os outros. “Com o cavalo e a sela certos, até mesmo um aleijado pode andar”, disse Tyrion. “A cavalo, você será tão alto quanto qualquer um deles”.

Isso não só aponta ao fato de que Bran, mesmo com suas condições inadequadas na visão de Westeros (Assim como Tyrion, Jon, e outros) podem chegar a posições honrosas. Além disso, reforça a fé de Tyrion como um apoiador de Bran. Algo que se concretiza com a nomeação de Mão do Rei.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio