CEO da Disney declara que o Disney+ nunca terá tanta produção original como a Netflix

Publicado em 06/02/2020 09:49
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Desde que a Disney + entrou em cena, com 10 milhões de assinantes em um único dia, o serviço de streaming ficou conhecido como o maior rival e a maior ameaça ao atual líder do setor, a Netflix. Isso faz sentido do ponto de vista da popularidade, mas quando você realmente olha para os próprios serviços, eles não poderiam ser mais diferentes. A Netflix produz conteúdo tão frequentemente que os programas são cancelados sem que os usuários saibam que eles existem. Enquanto isso, o Disney + tem apenas um punhado de originais, e os usuários estão implorando por algo mais para assistir desde que The Mandalorian concluiu sua primeira temporada em dezembro.

A abordagem da Disney ao conteúdo original é exatamente o oposto da Netflix.E isso tem um motivo. O CEO da empresa, Bob Iger revelou, durante a teleconferência trimestral, que mais de 28 milhões de pessoas já se inscreveram no Disney +, e que a abordagem de qualidade sobre quantidade da empresa em relação aos originais é o que o diferencia do resto do pacote.

“Claramente, os programas originais em que decidimos investir, liderados pelo The Mandalorian, funcionaram”, disse Iger. “Sabíamos, quando lançamos, que estávamos lançando com uma quantidade modesta de programação original e que isso aumentaria com o tempo. Então, quando olhamos para o futuro, estamos realmente confortáveis com o volume. Acho que a melhor coisa disso tudo é que a decisão que tomamos de oferecer qualidade e não apenas volume está funcionando.”

Iger e o pessoal da Disney confiam que os usuários continuarão a assinar o seu produto porque, aos seus olhos, é simplesmente melhor do que o de todos os outros. “Obviamente, há mais concorrência entrando no mercado”, disse Iger a seus investidores, “mas não há concorrência semelhante à nossa”.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio