Ava DuVernay não dará voz para Donald Trump em Olhos que Condenam

Publicado em 22/05/2019 15:55
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Ava DuVernay voltou a falar sobre seu novo projeto, a minissérie da Netflix, Olhos que Condenam . Assim, em uma nova entrevista para o The Holyywod Reporter, DuVernay explicou por que ela escolheu não incluir Donald Trump como personagem.

DuVernay enfrenta o racismo, a polícia corrupta e um sistema de justiça falho na série, que conta a história verdadeira de 5 jovens condenados erroneamente nos Estados Unidos. Mas Donald Trump desempenha um papel bastante significativo no conhecimento que cerca o caso.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

O auge das notícias em torno do caso conhecido como Central Park 5 aconteceu em 1989. Então, Trump publicou uma página inteira nos quatro principais jornais de Nova York, pedindo a pena de morte contra “criminosos de qualquer idade”. Na época, os 5 acusados eram adolescentes.

Muitos viram isso como fomentar o medo e racismo, e com o tempo, o anúncio foi criticado por quase todos. No entanto, DuVernay não quis colocar ninguém interpretando Trump em sua minissérie.

“Decidi que estava contando a história daquelas pessoas”, disse DuVernay. “Eles sabiam que um cara rico, meio gordo e extravagante, que possuía edifícios em toda a cidade, havia dito algo sobre eles. Eles estavam muito mais preocupados com suas famílias e suas vidas do que com um cara em uma torre de ouro”.

A série está programada para estrear no dia 31 de maio, e você pode conferir o teaser aqui.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio