Star Wars: The Clone Wars (Fonte: Reprodução)
Star Wars: The Clone Wars (Fonte: Reprodução)

O último episódio de Star Wars: The Clone Wars detalhou um caso em que os Jedi inadvertidamente causaram a morte de pessoas inocentes em Coruscant.

O arco de Dave Filoni na última temporada de The Clone Wars viu o retorno de Ahsoka Tano depois que ela deixou a Ordem Jedi por dar as costas a ela durante um julgamento. Depois de ter problemas com o sindicato do crime de Pyke, o episódio recente do programa de animação, intitulado “Dívida perigosa“, começa imediatamente, mostrando Ahsoka e as irmãs Martez em sua prisão.

Enquanto tentam encontrar uma saída para sua situação precária, Rafa e Ahsoka começam a discutir novamente sobre as virtudes da moralidade e aprendemos um pouco mais sobre a família Martez e por que odeiam os Jedi. Como foi revelado, os pais de Trace e Rafa foram pegos no fogo cruzado de uma briga entre os Cavaleiros Jedi e uma gangue de criminosos em Coruscant.

Quando um dos criminosos dispara no motor de um cargueiro, a nave sai de controle e segue em direção a uma zona de pouso povoada. Os Jedi decidem se afastar e, ao invés disso, colidem com o cargueiro em uma parede do portal, onde os Martezs residiam. As meninas mal conseguem sair vivas, mas seus pais não têm tanta sorte. Depois, os Jedi retornam e um deles chega às crianças, mas em vez de pedir desculpas, ela diz que o que aconteceu foi a vontade da Força.

Agora que Snips voltou as costas ao Conselho, essas verdades poderiam alienar ainda mais o ex-Padawan de sua vida anterior no templo. Ainda assim, Ahsoka está cada vez mais perto de revelar sua verdadeira identidade como ex-Jedi a seus novos amigos, mas como eles reagirão quando descobrirem, especialmente porque ela já salvou suas vidas várias vezes?