Amazon e Netflix não devem ser tão atingidas pela crise do Coronavírus (Fonte: Montagem/Reprodução)
Amazon e Netflix não devem ser tão atingidas pela crise do Coronavírus (Fonte: Montagem/Reprodução)

Embora a pandemia do Coronavírus (COVID-19) continue prejudicando a economia global, alguns formatos de negócios, como serviços de streaming, como a Netflix e Amazon Prime Video, se beneficiaram da quarentena generalizada.

O novo surto de coronavírus tem realmente afetado a estabilidade econômica de diferentes países do mundo. Somente a indústria de entretenimento estadunidense perdeu mais de US$ 20 bilhões em receita. Além disso, com quase 2 milhões de pacientes confirmados e mais de 120 mil mortes (no momento da redação), governos e autoridades de saúde estão aconselhando as pessoas a permanecerem em ambientes fechados, enquanto lutam para provê-los ou compensar suas perdas.

No entanto, empresas como a Netflix e a Amazon prosperaram em meio a paralisações envolventes e se destacaram, principalmente devido ao seu formato comercial, com o primeiro fornecendo milhares de horas de entretenimento sob demanda e o último servindo como um dos principais sistemas de entrega, ambos cuidando de necessidades essenciais neste período de quarentena.

Segundo o We Got This Covered, as ações da Netflix subiram 4% e a Amazon experimentou um aumento de 5%. No ano fiscal atual, o valor das ações da Amazon aumentou 24%, enquanto a Netflix conseguiu um aumento de 25% no mesmo período.

Além disso, espera-se que as duas empresas relatem seus ganhos no primeiro trimestre este mês, portanto, será interessante ver o quanto a situação do COVID-19 os afetou e também a vida da população. Levando em conta as recentes paralisações, mesmo nos programas originais da Netflix, como Stranger Things e The Witcher, alguém poderia argumentar que o streaming teria dificuldade em acompanhar a participação do público. Mas, devido à sua enorme biblioteca de filmes e programas de TV, a empresa está preparada para suportar a pandemia atual por um bom tempo.

É claro, também vale a pena notar que serviços de streaming como Disney+, Hulu e AppleTV+ estão melhorando sua disponibilidade para desafiar a Netflix. Mas é claro que eles ainda têm um longo caminho a percorrer.