Netflix / Disney+ (Fonte: Reprodução)
Netflix / Disney+ (Fonte: Reprodução)

O Disney+ garantiu mais de 28 milhões de espectadores nos quatro meses em que esteve disponível e, mesmo assim, dificilmente prejudicou os números de audiência da Netflix.

Em um novo estudo divulgado pelo aplicativo de rastreamento de vídeo Reelgood, os assinantes ainda passam três vezes mais tempo na Netflix do que no Disney+. O serviço sugere que 74,8% dos usuários com Netflix e Disney+ usam mais o primeiro, enquanto os 25,2% restantes se encontram no Disney+.

Enquanto o Disney+ havia diminuído essa lacuna nas semanas imediatamente após seu lançamento, acabou assumindo mais de 40% da participação da audiência. Ele se encontrou no nível mais baixo de todos os tempos no final de janeiro, com números pairando em torno de apenas 10%.

O estudo do ReelGood atribui isso diretamente à vasta biblioteca de conteúdo original que a Netflix tem a oferecer, algo que cresce continuamente a cada semana que passa e, que segundo Bob Iger, CEO da Disney, não é o foco do Disney+. Até agora, a Disney+ viu o lançamento de originais como The Mandalorian e o remake de A Dama e o Vagabundo.

Apesar de ter diminuído o número geral de visualizações, o Disney+ possui a série mais assistida de qualquer serviço de streaming: Reelgood sugere The Mandalorian é a série mais assistida; de fato, ele e Os Simpsons são as únicas duas propriedades do Disney+ nos 50 principais programas de TV da Reelgood de novembro até agora.

“Nossos dados mostram que a Netflix ainda é claramente o rei do conteúdo e continua sendo a plataforma de streaming para mais da metade dos usuários que assinam os dois serviços”, disse um porta-voz do Reelgood ao ComicBook.com. “Além de The Mandalorian e Os Simpsons, não parece que os consumidores estão encontrando outros programas interessantes para assistir no Disney+”.