Harley Quinn ganha trailer. Fonte: DC
Harley Quinn ganha trailer. Fonte: DC

Atualmente só se fala do novo canal de streaming da casa do Mickey, o Disney+, ocasionalmente mencionando a Amazon Prime Video e Netflix. Mas existem outros serviços desses, como o canal do DC Universe, que nos EUA transmite a série Titãs.

O serviço de streaming baseado nos heróis da DC teve um início irregular, com escolhas complicadas e erros grotescos como o cancelamento da série do Monstro do Pântano, mas a DC não desistiu ainda e está próximo de lançar algo que os DCnautas definitivamente irão querer conferir: Harley Quinn, uma série animada com classificação R (Restrita).

Como o trailer mostra, a animação é muito extravagante e carregada de violência e palavrões exagerados, e de acordo com os sites americanos que já conferiram a animação, ela funciona. O seriado nunca se leva muito a sério e faz grande uso de seu formato animado, ou seja, quebrando a quarta parede e brincando com a realidade. Veja abaixo.

Kaley Cuoco dá voz a Harley Quinn, que termina seu relacionamento com o Coringa (Alan Tudyk), e se muda com Hera Venenosa (Lake Bell) onde começam a montar sua própria equipe de super-vilões. Essa equipe inclui o Dr. Psycho (Tony Hale), Clayface (Alan Tudyk novamente) e King Shark (Ron Funches). Ao longo do caminho, os personagens encontram outros heróis e vilões da DC, incluindo Batman (Diedrich Bader).

Harley Quinn estréia no DC Universe em 29 de novembro.