A força de trabalho global da WarnerMedia está se aproximando da paridade de gênero. Mas ainda há muito progresso a ser feito quando se trata de igualdade e representação racial nas produções de entretenimento da empresa. Isso de acordo com um relatório de inclusão e diversidade divulgado pela WarnerMedia nesta quinta-feira (26).O relatório chega após a BBC Studios revelar seus próprios esforços.

Para a força de trabalho global da empresa, 46% se identificam como mulheres e 54% se identificam como homens, de acordo com o relatório, enquanto 38% de sua força de trabalho nos EUA não são brancos. Olhando especificamente para os braços de entretenimento da Warner (que incluem HBO e Warner Bros.), as mulheres representaram 34% dos papéis na tela em 2018, enquanto as pessoas de cor foram escolhidas em 24% dos papéis na tela.

Por trás das câmeras, mulheres e pessoas de cor ocupavam 23% das posições. Nas produções cinematográficas da Warner Bros., pessoas de cor foram destacadas em 16% dos papéis na tela dos EUA e empregadas em 20% das posições por trás das câmeras. Enquanto isso, as mulheres representam 28% dos papéis globais e nos EUA da tela do estúdio e 24% das posições por trás das câmeras.

Inclusão

O relatório vem um ano depois que a WarnerMedia anunciou uma política de inclusão em toda a empresa que promete trazer “os melhores esforços para garantir que diversos atores e membros da equipe sejam considerados para filmes, televisão e outros projetos, além de trabalhar com diretores e produtores que também buscam promover maior diversidade e inclusão em nossa indústria”.

A empresa também reconheceu que o relatório deve ser considerado” provisório “, como o The Wrap relatou no início deste mês, uma vez que apenas rastreia marcadores de identidade como gênero e raça. Mas, como a WarnerMedia continua a lançar uma versão anual deste relatório, a empresa afirmou em seu anúncio que estava desenvolvendo “novos processos, ferramentas e formatos para reunir informações mais detalhadas sobre a diversidade de sua força de trabalho e produções, permitindo adaptar melhor suas esforços e divulgação”.