Lena Headey como Cersei Lannister em Game of Thrones (Fonte: Reprodução)
Lena Headey como Cersei Lannister em Game Of Thrones (Fonte: Reprodução)

Game of Thrones inevitavelmente terminaria com diversas mortes de personagens. Sabemos disso desde que a cabeça de Ned Stark (Sean Bean) foi separada de seu corpo na primeira temporada. Então, não foi surpreendente quando a Cersei de Lena Headey terminou sua jornada de oito temporadas. Afinal, os fãs estavam esperando por isso durante nove anos assistindo a série da HBO.

Contudo, como alguns desses fãs notaram, sua despedida foi um tanto anticlimática. Porto Real se transformou em um campo de batalha pandemônico, e a rainha pereceu na Fortaleza Vermelha, agarrando-se a seu irmão e amante Jaime (Nikolaj Coster-Waldau), quando tudo literalmente desmoronou em cima deles.

Foi rápido, triste e um pouco confuso, e talvez não seja a melhor maneira de enviar dois dos personagens mais complexos da série. Assim parece ter entendido a própria Headey. Em uma nova entrevista com o The Guardian, a atriz admitiu que ela tem suas “próprias queixas” com a forma como a série terminou.

“Eu investi como espectador e tenho meus personagens favoritos. E eu tenho algumas das minhas próprias queixas. Mas eu não me sentei bêbada com David (Benioff) e Dan (Weiss) ainda”.

Sobre essa conversa bêbada com os showrunners, que qualquer fã assinaria HBO Go novamente para ver, Lena foi sucinta e direta ai explicar como ela se daria.

“Eu vou dizer que eu queria uma morte melhor. Obviamente, você sonha com sua morte. Você poderia ir de qualquer maneira nesse show. Então eu estava meio que empanturrada (de possibilidades)”.

Dessa forma, Lena se junta ao vasto grupo de atores que se pronunciaram sobre o final da série. Enquanto Sophie Turner rebateu críticas, nomes como Charles Dance, Emilia Clarke ou Kit Harington não esconderam sua decepção ou confusão com o fim.