New York Times recomenda 3% a quem quer ver produções como Round 6

Série brasileira está em lista de seis atrações da TV ou do cinema similares ao drama sul-coreano

Publicado em 06/10/2021 16:27
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

O renomado jornal americano New York Times incluiu a série brasileira 3% (2016-2020) em uma lista de seis produções, da TV ou do cinema, recomendáveis para quem assistiu e gostou de Round 6, a série sul-coreana sensação na Netflix. A ficção científica nacional divide espaço com atrações tipo Alice in Borderland, também disponível na gigante do streaming.

A lista foi publicada nesta quarta-feira (6) e teve como motivação chamar a atenção para tramas com a mesma pegada “distópica e de crítica social” apresentada em Round 6. De acordo com o jornalista Noel Murray, autor do texto, “as produções [citadas] compartilham temas polêmicos e espinhosos [vistos em Round 6] que geram vários debates.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

O caso de 3%

O New York Times introduz 3% antes de defendê-la na lista: “A assustadora série brasileira apresenta uma visão de um futuro no qual algumas pessoas desfavorecidas enfrentam uma bateria de testes, entrevistas e jogos para serem aprovados e se juntar a uma elite que vive prosperamente em uma ilha paradisíaca.” 

Para a publicação nova-iorquina, o drama nacional se destaca por “mostrar um mundo parecido com o nosso“, em que pessoas, geração após geração, precisam provar que “merecem receber os fundamentos básicos dos direitos humanos.

Outras séries e filmes parecidos com Round 6

Na lista sobre produções similares a Round 6 estão, além de 3%:

– Mr. Vingança (2012): filme sul-coreano

– Expresso do Amanhã (2013, Globoplay): filme sul coreano e tcheco

– Cheap Thrills (2014): filme americano

– O Poço (2019; Netflix): filme espanhol

– Alice in Boderland (Netflix): série japonesa


Siga o Observatório de Séries nas redes sociais:

Facebook: ObservatorioSeries

Twitter: @obsdeseries

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio