Kevin Spacey terá de pagar multa milionária a produtora de House of Cards

Ator foi demitido de série da Netflix após ser acusado de assédio sexual no trabalho

Publicado em 22/11/2021 16:00
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Uma arbitragem jurídica determinou que Kevin Spacey pague para a MRC, uma das produtoras de House of Cards (2013-2018), a multa de US$ 31 milhões (R$ 173 milhões) por quebra de contrato e violação de políticas da companhia contra o assédio sexual. Esse é um dos desdobramentos do caso datado de 2017, que culminou com a demissão do ator da série da Netflix.

Naquele ano, a MRC cortou as relações com Kevin Spacey assim que surgiram várias acusações apontando um comportamento inapropriado e padrão do duas vezes vencedor do Oscar. As denúncias traçaram importunações e assédios sexuais cometidos por ele.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Uma reportagem da CNN detalhou como Spacey agia nos bastidores, informações publicadas há quatro anos, logo após o caso Harvey Weinstein explodir em Hollywood. O intérprete do político Frank Underwood era responsável por criar um ambiente tóxico no trabalho, fazendo comentários cruéis com as pessoas e engatando toques íntimos não consensuais com homens jovens da equipe de produção.

Imediatamente, o ator foi suspenso. E Frank foi excluído dos episódios finais de House of Cards

Mais de 20 depoentes participaram da arbitragem jurídica. Como defesa, os advogados de Spacey argumentaram que a produtora MRC foi quem quebrou o contrato, alegando um término ilegal do acordo trabalhista. Não colou.

Desde a saída de House of Cards, em 2017, Kevin Spacey não apareceu em nenhum outro lugar no mundo do entretenimento, seja na TV, no cinema ou no teatro.


Siga o Observatório de Séries nas redes sociais:

Facebook: ObservatorioSeries

Twitter: @obsdeseries

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio