O Gambito da Rainha: enxadrista processa a Netflix e pede R$ 26 milhões

A jogadora georgiana Nona Gaprindashvili não gostou de um comentário feito sobre ela na minissérie

Publicado em 16/09/2021 16:21
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

A enxadrista georgiana Nona Gaprindashvili processa a Netflix por uma citação feita a ela na minissérie O Gambito da Rainha (2020). Na ação de difamação protocolada nesta quinta-feira (16), a esportista alega que a atração fez um comentário “sexista” em uma fala destacada no último episódio do drama. Ela quer uma reparação no valor de US$ 5 milhões (R$ 26 milhões).

Nona Gaprindashvili, uma das melhores enxadristas do mundo nos anos 1970, foi usada como referência na participação de um narrador que estava na transmissão de uma partida da personagem Beth Harmon (Anya Taylor-Joy).

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Ele comentou: “A única coisa incomum nela [Beth], na verdade, é seu sexo. E nem isso é peculiar na Rússia. Há Nona Gaprindashvili, mas ela é campeã do mundo feminina e nunca enfrentou homens.

Nona Gaprindashvili durante partida de xadrez (Reprodução)

Qual é o problema?

Nona argumenta que essa observação de O Gambito da Rainha é “totalmente falsa, além de ser grosseiramente sexista e depreciativa“, de acordo com o processo. 

Eis uma das ressalvas que Nona faz. A partida em questão mostrada na série foi realizada em 1968. Naquela época, a enxadrista já tinha enfrentado ao menos 59 homens, sendo que dez desses eram grandes mestres.  

O documento ataca a gigante do streaming: “A Netflix mentiu descaradamente e de forma deliberada sobre as conquistas de Nona Gaprindashvili apenas para agregar um drama na história ficcional, para dar ao telespectador a impressão que nenhuma outra mulher alcançou os feitos da personagem.

A esportista também aponta que a Netflix a rotulou como russa, sendo que ela nasceu na Geórgia. “Os georgianos sofreram nas mãos da Rússia quando o país fazia parte da União Soviética. A nação foi invadida e maltratada pela Rússia”, registra o processo.

Fica a dúvida se isso será suficiente para um juiz ou uma juíza julgar a favor da enxadrista. Para o site The Hollywood Reporter, a Netflix respondeu que “tem o máximo de respeito por Nona Gaprindashvili e tudo o que ela conquistou na carreira. Mas acreditamos que essa causa não tem mérito e vamos, com vigor, defender o nosso lado“.


Siga o Observatório de Séries nas redes sociais:

Facebook: ObservatorioSeries

Twitter: @obsdeseries

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio