Roteirista revelou as verdadeiras motivações de Agatha em WandaVision

Um dos grandes destaques de WandaVision foi a atuação de Kathryn Hahn, como a bruxa Agatha Harkness.

Kathryn Hahn como Agatha Harkness, a Agnes, em WandaVision
Publicidade

WandaVision foi uma ótima estreia na Disney+ para a Marvel Studios. Com excelentes performances, um das mais bem recebidas foi a de Kathryn Hahn como Agatha Harkness, presente durante todo o show como uma vizinha intrometida estereotipada, somente para se revelar como uma bruxa incrivelmente poderosa tentando roubar as habilidades mágicas de Wanda Maximoff.

Mas embora ela tenha explicado seu plano no fim, ela ainda está cheia de mistérios. Em uma nova entrevista para o Looper, no entanto, o escritor Jac Schaeffer, a produtora Mary Livanos e o diretor Matt Shakman falaram sobre o que ela realmente estava fazendo. Particularmente interessante é Schaeffer explicando como ela encontrou Wanda e Westview e como ela se infiltrou no mundo perfeito de sitcom de Wanda:

“Agatha percebeu que havia alguma magia maluca acontecendo e é a coisa dela pegar a magia maluca das pessoas. E então, ela apareceu, observou e esperou”, disse o roteirista. “Ela está por aí há muito tempo, como você viu, com base em seu flashback no início do episódio 8. E ela sabe que não deve cutucar um urso ou algo assim”.

Continua depois da publicidade

“Então, em nossas mentes, ela apareceu e assimilou as coisas”, continuou. “E ela observou e esperou e meio que tentou criar alguns problemas para ver o que aconteceria e obter as informações de que ela precisava. E então ficou tarde demais, e ela teve que forçar o assunto”.

Harkness era a pessoa com mais conhecimento sobre magia no show, assim ela reconheceu quanto poder Wanda tinha e sabia que ela deveria evitar confrontá-la diretamente pelo maior tempo possível. Schaeffer esclarece que sua tática “era tentar criar momentos em que ela pudesse levar Wanda a um ponto de ruptura, em um momento em que ela pudesse revelar algo”.

Livanos também lançou alguma luz sobre o que estava acontecendo com a versão de Pietro Maximoff de Evan Peters, referindo-se a ele como “Falso Pietro“:

“Vimos no episódio 6, Falso Pietrotentou obter informações de Wanda, mas não funcionou”, lembrou a produtora. “E Wanda meio que percebeu o fato de que ele não era uma presença benevolente”.

O show deixou Harkness presa em Westview, na personagem cafona que ela mesmo havia criado. Mas pode ser que ela não fique lá por muito tempo, já que uma usuária de magia tão experiente quanto ela não deveria ter muitos problemas para encontrar uma saída de emergência nesta prisão mental.

WandaVision

Elizabeth Olsen como Wanda Maximoff, a Feiticeira Escarlate, e Paul Bettany como Visão em WandaVision
WandaVision, a primeira série da Marvel Studios na Disney+ (Fonte: Reprodução – Disney)

Estrelada por Elizabeth Olsen, WandaVision mostrou Wanda Maximoff tentando lidar com a morte de Visão (Paul Bettany), criando toda uma realidade alternativa que promete mudar todo o Universo Cinematográfico Marvel.

A série contou com o retorno de Darcy Lewis (Kat Dennings) e Jimmy Woo (Randall Park) ao MCU, além da chegada de Monica Rambeau (Teyonah Parris). O elenco ainda contou com Kathryn Hahn e Evan Peters.

O sucesso da primeira empreitada da Marvel Studios fora dos cinemas foi tanto que as últimas três semanas de lançamento deixaram o serviço de streaming da Disney fora do ar. O season finale serviu para provocar diversos outros títulos da franquia.

As consequências do programa devem ser exploradas no filme Doctor Strange in the Multiverse of Madness, o segundo da franquia do Doutor Estranho (Benedict Cumberbatch). A personagem supostamente teve uma cameo cortada no último minuto.

WandaVision está disponível por completo no catálogo da Disney+, que você pode assinar clicando no banner abaixo:

Publicidade
© 2022 Observatório de Séries | Powered by Grupo Observatório
Site parceiro UOL
Publicidade