Chefe da HBO não vê Game of Thrones construindo um universo como Marvel e Star Wars

Ilustração de Martin Ansin com as personagens de Game of Thrones
Publicidade

Casey Bloys, o diretor de conteúdo da HBO e HBO Max, não acha que a franquia Game of Thrones crescerá até o tamanho do universo interconectado que a Marvel Studios estabeleceu com sua narrativa de super-heróis ou que a Lucasfilm almeja fazer com Star Wars na Disney+.

Em uma nova entrevista para a Variety, Bloys parece duvidar que o rico mundo estabelecido na série, baseado em As Crônicas de Gelo e Fogo de George R.R. Martin, possa sustentar tantas histórias. Mas sugere que mais spin-offs possam existir além de House of the Dragon.

“Essas são propriedades fantásticas com décadas e décadas de idade”, disse ele sobre Marvel e Star Wars. “Não sei se ficaria tão grande, mas certamente é um grande recurso que temos e um mundo incrível. Então, eu não acho que será o único para o resto de sua vida”.

Continua depois da publicidade

Em dado momento, a HBO estava desenvolvendo ao menos cinco spin-offs de Game of Thrones. Um, que veio de Jane Goldman e S.J. Clarkson, com Naomi Watts a bordo para estrelar, parecia estar confirmado; mas não sobreviveu ao piloto. Até onde se sabe, todos os outros programas, exceto House of the Dragon, também foram descartados.

Ele também confirmou que House of the Dragon será “um programa da HBO”, e não um programa da HBO Max. Mas deixou a porta aberta para a possibilidade da série estrear primeiro no streaming.

House of the Dragon

Mesmo com um final controversoGame of Thrones foi um sucesso absoluto durante seu tempo de exibição, sendo considerada a melhor série do século e levando o Emmy por sua 8ª temporada. Mas isso não impediu que David Benioff e D.B. Weiss, criadores e showrunners da série, ficassem marcados como culpados, o que resultou em seus futuros projetos sendo descartados pela HBO.

George R.R. Martin, criador da franquia, está escrevendo o sexto livro de sua obra literária As Crônicas de Gelo e Fogo, intitulado Os Ventos do Inverno, e tem a chance de consertar as decepções da série. Mas isso não é o fim de GoT na televisão. Após uma prequel ser descartada, outro spin-off recebeu luz verde na emissora: House of the Dragons.

Situada 300 anos antes dos eventos de Game of Thrones, House of the Dragon jpa anunciou parte do seu elenco. Paddy Considine como Rei Viserys Targaryen, Matt Smith como Príncipe Daemon Targaryen, Emma D’Arcy como Princesa Rhaenyra Targaryen e Olivia Cooke como Alicent Hightower. A página oficial da série descreve suas persoangens.

O spin-off é baseado em outro livro de Martin, Fogo & Sangue, que conta a história da Casa Targaryen em Westeros. Segundo o Deadline, a guerra civil de Westeros conhecida como Dança dos Dragões, parece constituir uma grande parte da história desta prequel.

House of the Dragon está prevista para estrear na HBO e HBO Max em 2022.

https://observatoriodeseries.uol.com.br/tv/hbo/5-razoes-para-ficar-animado-com-house-of-the-dragon-prequel-de-game-of-thrones-2

Publicidade
© 2022 Observatório de Séries | Powered by Grupo Observatório
Site parceiro UOL
Publicidade