Por causa de figurino nas cores verde e rosa, Insecure pode ser processada

Comédia da HBO é acusada de usar indevidamente a marca de uma irmandade

Publicado em 27/10/2021 11:02
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

O que começou como homenagem para dar mais realismo a Insecure descambou em um debate inusitado e pode terminar nos tribunais. Tudo isso por causa de um figurino nas cores verde e rosa exibido durante o episódio de estreia da quinta temporada da comédia da HBO, no último domingo (24). Vestimentas destacadas na série fizeram referência a uma irmandade de mulheres nos Estados Unidos que não autorizou o uso do logotipo patenteado.

Desde o primeiro capítulo, Insecure apresentou duas personagens como integrantes da irmandade Alpha Kappa Alpha (AKA), a maior e mais antiga organização de universitárias negras da história americana, fundada em 1908. Tanto Molly Carter (Yvonne Orji) quanto Tiffany DuBois (Amanda Seales) são irmãs da AKA.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Na estreia da quinta temporada, uma reunião na universidade Stanford junta formandos diplomados há dez anos. O quarteto de amigas de Insecure participou das festividades, e Tiffany adotou um figurino verde e rosa durante todo o episódio, exibindo com orgulho as cores da AKA. 

Isso irritou a diretoria e as irmãs reais da AKA por diversos fatores. Um deles pelo fato de a atriz Amanda Seales não fazer parte da organização, o que segundo as integrantes não lhe daria o direito de vestir roupas referentes à irmandade (essa é a parte tola do debate).

Outro ponto, porém, é jurídico. Em dois momentos, Tiffany está em cena com um blazer rosa estampando a marca da AKA. Em nota publicada na última quarta-feira (26), a diretoria da organização informou que não autorizou isso. Advogados foram acionados para traçar a possibilidade de entrar em um processo contra Insecure e a HBO por infração do direito de imagem.

Os lados dessa confusão

No site oficial, a Alpha Kappa Alpha deixa claro que o escudo, brasão, o nome da irmandade e outras marcas são patenteadas e só podem ser empregadas por terceiros após autorização formal. “Reprodução sem permissão é ilegal e quem cometer a violação estará sujeito a processo“, diz a entidade.

O que chama a atenção essa associação entre AKA e Insecure ganhar proporções imensas somente agora. Como dito anteriormente, a irmandade está presente na trama desde o começo. As letras AKA já apareceram em uma caneca da Molly e em uma toca rosa usada pela bebê de Tiffany, por exemplo.

Bebê da personagem Tiffany com as letras AKA na toca rosa (Divulgação/HBO)

Mas como desta vez a coisa foi bem escancarada, a irmandade se posicionou. No comunicado, a diretora-executiva, Cynthia D. Howell, falou: “Ficamos sabendo da utilização não autorizada de nossa marca na série Insecure, da HBO, na manhã da última segunda-feira (25). Estamos agindo para proteger nossa identidade e nosso escritório corporativo está cuidando do caso.

As redes sociais de atrizes e produtores de Insecure foram atacadas pelos integrantes da AKA por essa associação indevida. Issa Rae, protagonista e criadora da atração, indicou de forma irônica que a situação tende a piorar em um dos próximos episódios, com mais citações à AKA.

A atriz Amanda Seales tentou ser bem didática em um vídeo publicado no Instagram: “Eu não sou uma irmã [AKA]. Tiffany é. Tiffany é uma personagem de uma série. Não fui eu quem criou essa personagem. Eu só a interpreto. Eu sou uma atriz que incorpora uma personagem em uma série.

A inserção da AKA em Insecure é para dar mais realismo à trama. Porém, a questão legal agora complica a coisa. A irmandade é como qualquer outra marca do mercado e tem proteção legal contra a aplicação indevida. Por isso que muitos filmes e séries inventam irmandades, com o objetivo de evitar esse tipo de conflito. 

Muito influente na sociedade americana, a centenária AKA conta com integrantes famosas como as atrizes Phylicia Rashad (Empire), Jada Pinkett Smith (Gotham), a cineasta Ava DuVernay (Olhos Que Condenam) e Kamala Harris, atual vice-presidente dos EUA.


Siga o Observatório de Séries nas redes sociais:

Facebook: ObservatorioSeries

Twitter: @obsdeseries

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio