DC vs Marvel (Fonte: Montagem - CBR / Reprodução - Warner Bros./Disney)
DC vs Marvel (Fonte: Montagem - CBR / Reprodução - Warner Bros./Disney)

O debate “Marvel vs. DC” já dura há décadas e se espalhou para quase todas as formas de mídia em que a lista de super-heróis das respectivas empresas apareceu, de histórias em quadrinhos a desenhos animados, filmes e séries live-action, videogames e tudo mais. Por isso, não é estranho que durante anos, o Universo Estendido DC (DCEU) foi visto como a tentativa da Warner Bros. capitalizar o sucesso do Universo Cinematográfico Marvel (MCU) na Disney.

Embora a posição da Marvel Studios como vitoriosa no cinema seja virtualmente inatacável neste ponto, as produções baseadas na DC Comics tiveram mais aceitação com Mulher-Maravilha, Shazam! e Aquaman, além do projeto autônomo Coringa. Esses filmes trouxeram bilhões de bilheteria e a glória na temporada de premiações. Mas na verdade, a única coisa que os dois rivais realmente têm em comum é que lançam sucessos de bilheteria de grande orçamento.

Colaborando com essa ideia, Zack Snyder tentou explicar a diferença entre os universos compartilhados recentemente, em uma entrevista ao canal do YouTube TheFilmJunkee. Confira o vídeo abaixo:

“Bem, francamente, eu simplesmente amo que eles decidiram abraçar sua personalidade. Eu acho que sempre houve esse tipo de crítica e / ou meio. Qual é a etapa intermediária? Sabe, tentando ser como a Marvel? Tentando fazer suas próprias coisas? Tipo, o que você vai fazer? Mas eu acho que agora está meio que preso a essa trajetória muito específica onde, eu acho e espero, a ideia é que seja o cineasta primeiro”, disse Snyder. “Que é basicamente o que o multiverso permite, primeiro o cineasta e então, aqui estão os personagens, trazendo os personagens juntos”.

“Mesmo quando eu estava fazendo Homem de Aço, Batman vs Superman e Liga da Justiça, havia filmes de animação da DC que não tinham nada a ver com o que estávamos fazendo, e havia programas de TV da DC que não tinham nada a ver com o que estávamos fazendo, e não havia como juntá-los sem alienar um fandom gigante dizendo ‘Seu Flash não conta’ ou ‘Seu programa de animação não significa nada'”.

“Eu acho que a Marvel, eles construíram ao longo de um longo período de tempo, então quando eles chegaram aos seus filmes posteriores, tudo estava meio que travado, e tudo estava se movendo na mesma direção”, continuou o cineasta. “Mas isso nunca iria acontecer porque os programas de TV da DC eram muito populares e porque seus programas animados eram muito populares”.

“E os filmes (de Christopher Nolan) meio que tinham outro tom e outro universo. Então não havia nenhuma maneira dessas coisas irem como ‘OK, vamos dizer que essas coisas não existem agora, e é isso’. E eu acho que houve esse pensamento por um tempo, mas estou feliz que meio que se estabeleceu em uma abordagem muito mais diversa”, concluiu.

Snyder Cut de Liga da Justiça

O diretor Zack Snyder foi obrigado a deixar o filme Liga da Justiça antes que terminasse sua produção. A Warner Bros. optou por trazer Joss Whedon para finalizar o trabalho, desagradando aos fãs de Snyder, que nunca se recuperaram do trabalho final feito no filme.

Após muitas manifestações, o chamado Snyder Cut foi confirmado (e você pode ver aqui a reação dos fãs), mas em formato de uma minissérie de 4 episódios de 1 hora de duração cada. A versão do diretor já ganhou um trailer oficial, e espera-se que o DCEU continue de alguma forma após a nova versão de obra.

Com Henry Cavill, Ben Affleck, Gal Gadot, Jason Momoa, Ray Fisher, Ezra Miller, Amy Adams, Jeremy Irons, Jesse Eisenberg, J.K. Simmons, Amber Heard, Robin Wright, Jared Leto, Joe Manganiello e mais no elenco, o Snyder Cut de Liga da Justiça tem previsão de estreia para 2021 na HBO Max.