4ª temporada de Sob Pressão é focada no triunfo do amor

Quarta temporada da série chega à TV Globo no dia 12 de agosto

Publicado em 18/7/2021
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Reconhecida por retratar, através da dramaturgia, questões da saúde pública do país, a série Sob Pressão, desde a sua estreia, em 2017, conta com personagens que sempre tiveram seu trabalho moldado pela excelência e dedicação. Mas foi o desempenho na linha de frente de um hospital de campanha do Rio de Janeiro, no combate à Covid-19, que os incluiu definitivamente na lista dos melhores profissionais do sistema público de saúde da cidade. Agora, depois de viverem intensamente a luta contra o Coronavirus, os médicos da série médica genuinamente brasileira – uma coprodução da Globo e Conspiração -, voltam a enfrentar os desafios da saúde pública, dessa vez em um hospital de maior capacidade, localizado no Centro do Rio de Janeiro, e com número elevado de atendimentos de urgência.  

Na quarta temporada, Décio (Bruno Garcia), Evandro (Julio Andrade), Carolina (Marjorie Estiano), Charles (Pablo Sanábio), Vera (Drica Moraes), Mauro (David Junior), Gustavo (Marcelo Batista), Keiko (Julia Shimura) e Rosa (Josie Antelo) passam a integrar a equipe do Edith de Magalhães, o maior hospital do Rio de Janeiro, referência na cidade, cujo nome é uma homenagem à enfermeira Edith de Magalhães Fraenkel, pioneira da saúde e enfermagem, que ajudou a combater a gripe espanhola no Brasil. 

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Apesar de a pandemia ainda ser uma realidade longe de ter fim, eles não atendem casos relacionados à Covid-19. No novo endereço profissional, a equipe médica de Sob Pressão se junta a outros profissionais de tamanha importância, como a recém-formada enfermeira Lívia (Bárbara Reis), para se dedicar a outros casos de urgência.   

Para o diretor artístico Andrucha Waddington, a produção é uma crônica contemporânea da saúde pública em tempo real. “Nossos médicos da série passaram pelo especial ‘Plantão Covid’, no qual atuavam no hospital de campanha em um momento em que ainda estávamos tentando entender a doença. Agora, na quarta temporada, eles passam a trabalhar em um hospital de referência no Rio de Janeiro, mas que não recebe casos de Covid. Então, é uma temporada em que vemos a medicina voltando um pouco ao seu dia a dia, ainda com a pandemia como pano de fundo, mas com foco nas demais doenças e destacando também novos códigos sociais que acreditamos que entrarão na prática de todos’, explica o diretor artístico.  

Em paralelo à rotina caótica de uma emergência pública deste patamar, o casal de protagonistas se depara ainda com um dilema na vida pessoal. A chegada de um bebê chamado Francisco ao hospital causa um turbilhão de emoções na vida de Carolina e Evandro, que precisam enfrentar novas questões relacionadas à família. Para o autor Lucas Paraizo, a série circula entre dois temas centrais: a vida profissional da equipe e seus desafios diários, e a vida pessoal do casal protagonista. “Nesta temporada, eu queria muito falar sobre noção de família, que é um conceito muito discutido no Brasil atualmente. O sonho do Evandro sempre foi ter um filho e ele passou por uma série de questões que foram adiando esse desejo. Nesta temporada, a gente orbita na ideia do que é família. E a chegada dessa criança é uma forma da gente fazer essas perguntas ao público: o que significa ser pai e ser mãe? Pai e mãe são aqueles que geram ou que criam? Pai e mãe são os pais biológicos ou aqueles que dão amor e carinho? Esse questionamento virá à tona o tempo todo”, conta.

A partir daí, uma mistura de sentimentos toma conta de Carolina e Evandro, que precisam lidar com a profissão e a chegada de uma criança em suas vidas. “A quarta temporada é sobre o triunfo do amor. É sobre resiliência, sobre a capacidade dos médicos se adaptarem a novos desafios, é uma temporada sobre assumir os erros e as próprias limitações e também de pedir ajuda. É um momento em que nossos médicos vão ter a oportunidade de colocar em prática a noção do perdão, do entendimento. É uma temporada de conciliação e de amor”, completa Lucas.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio