Atriz de Full House é condenada por escândalo de admissão na faculdade

Publicado em 21/08/2020 20:29
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Segundo informações do Screenrant, Lori Loughlin cumprirá dois meses de prisão por seu envolvimento no escândalo de admissão na faculdade. No ano passado, notícias surgiram dizendo que Loughlin, de Full House, e Felicity Huffman, de Desperate Housewives, foram indiciadas no maior golpe de admissão em faculdades dos EUA. Orquestrado por William Rick Singer, o esquema de admissão à faculdade permitia que os pais pagassem grandes somas de dinheiro para subornar funcionários da faculdade e alterar as notas dos testes para admitir seus filhos em universidades de prestígio.

Chamada Operação Varsity Blues, o escândalo estourou para revelar que mais de 50 indivíduos da elite estavam envolvidos. Loughlin e Huffman foram os dois nomes mais chocantes a serem divulgados. Alegadamente, Loughlin e seu marido, Mossimo Giannulli, desembolsaram mais de meio milhão de dólares para a USC para garantir a admissão de suas duas filhas.

Desde a notícia do escândalo, as carreiras das atrizes foram alteradas para sempre. Huffman se declarou culpado de suas acusações e cumpriu uma pena de prisão de 11 dias. Após sua demissão de Fuller House e do Hallmark Channel, Loughlin se declarou inocente de fraude postal e lavagem de dinheiro. Em maio, Loughlin optou por concordar em se declarar culpada de acusações de conspiração. Agora, o destino de Loughlin foi revelado.

https://observatoriodeseries.uol.com.br/famosos/estrela-de-stranger-things-tem-conta-do-twitter-hackeada

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio