Warrior Nun (Fonte: Reprodução)
Warrior Nun (Fonte: Reprodução)

Ultimamente, a Netflix tem se inclinado bastante no reino da fantasia por suas coisas mais recentes e futuras; The Witcher foi um sucesso; The Old Guard, dirigido por Gina Prince-Bythewood, estrelará Charlize Theron como uma mercenário imortal com poderes especiais; e Cursed, com Katherine Langford, reimagina a lenda do rei Arthur do ponto de vista da Dama do Lago.

Em termos de puro escapismo, você realmente não pode ir muito mais longe do que isso, certo? Bem, a nova série do streaming, Warrior Nun é a prova de que sim, você pode sim ir muito mais longe. Imaginando um mundo onde a ciência e a religião têm uma aliança oscilante, a série traz um universo onde uma seita de irmãs portadoras de armas tentam manter as forças do Inferno afastadas.

Essa divertida e bizarra história de amadurecimento sobre uma garota involuntariamente transformada em um receptáculo para uma auréola mágica chegou nesta quinta-feira (02), com toda uma coreografia de luta verdadeiramente impressionante.

Qual é o enredo de Warrior Nun?

A vida de Ava (Alba Baptista) acabou literalmente. Tendo vivido em um orfanato espanhol durante a maior parte de sua jovem vida como tetraplégica após um terrível acidente de carro, uma overdose de medicamentos a mata e seu corpo é transportado para um necrotério.

Durante uma luta até a morte entre as forças das trevas e um grupo de freiras seguindo a Ordem da Espada Cruciforme, uma auréola de metal brilhante é removida do corpo de uma freira moribunda e incorporada nas costas de Ava por segurança. Mas antes que eles possam recuperar isso trouxe Ava de volta à vida e ela está fugindo.

Perseguida por uma equipe de irmãs com hábitos e armas, Ava (uma não-crente) deve escolher entre viver uma vida normal (o que parece impossível) e juntar-se à ordem (potencialmente assinar sua morte).

Enquanto isso, uma brilhante cientista (Thekla Reuten) descobriu a capacidade de abrir um portal para outra dimensão que ela acredita ser o Céu… Mas que pode ser o outro lado da extremidade. E para criar sua máquina, ela usa artefatos antigos feitos do poderoso metal Divinium, que por acaso é a única coisa que pode matar uma freira guerreira.

De onde veio Warrior Nun?

Depois desse pitching bizarro, você pode estar se perguntando de onde veio a ideia dessa série. Bem, Warrior Nun é baseada na personagem de quadrinhos Warrior Nun Areala, que foi criado por Ben Dunn em 1994. Então, não podemos dar todos os créditos para a Netflix.

Nas HQs, Areala era uma Valquíria que renunciou a suas crenças pagãs em 1066 e se voltou para Jesus Cristo para salvação, e desde então voltou a todas as gerações de guerreiros, escolhendo um avatar mortal para sustentar sua alma.

Vale a pena assistir?

Na Netflix, por incrível que pareça, é feita uma série de mudanças, descritas mais acima, que deixam a história mais “pé-no-chão”. Se isso é bom ou não, dependerá do espectador. Mas certamente, deixa tudo mais palatável para o público.

A série traz incríveis cenas de ação, e se saber que a Netflix acaba de estrear uma série com uma freira guerreira que é basicamente uma John Wick eclesiástica não te atrair para o play, talvez não seja realmente uma boa ideia assistir. Se o caso for o contrário… O que você está esperando?