Ben Schwartz como Tony e Steve Carell como Mark Naird em Space Force (Fonte: Reprodução)
Ben Schwartz como Tony e Steve Carell como Mark Naird em Space Force (Fonte: Reprodução)

Space Force é um desastre crítico bem documentado neste momento, com uma nota dolorosamente baixa de 38% no Rotten Tomatoes. Certamente um resultado inesperado para a Netflix, que investiu em fazer uma série cara (para uma comédia), trazendo nomes como Lisa Kudrow e John Malkovich, e reunindo Steve Carell e Greg Daniels pela primeira vez desde a aclamada e popular The Office.

Mas é claro que a legião de fãs do já clássico cult The Office não iam aceitar a derrota sem antes conferir Space Force. Mas agora que eles já tiveram tempo de maratonar a série, que no momento da redação desta nota ocupa a 7ª posição do Top 10 da Netflix, suas reações não são tão diferentes das que os críticos tiveram.

Apesar da diferença ser grande no Rotten Tomatoes, cuja nota do público chega aos 79%, as classificações de fãs no IMDb da série não passam de 6,9, com mais de 11.000 críticas já coletadas no momento. Isso pode soar melhor que os 38% (3,8 de 10) ou que os 47 do Metacritic (4,7 de 10 ), mas para o IMDb essa é uma pontuação muito baixa.

Quão baixa? Se você ranquear as séries originais da Netflix de acordo com sua classificação no IMDb, considerando filmes, séries e programas, você descobrirá que Space Force está atualmente pairando entre a 156ª e a 167ª posição de um projeto original do streaming. Isso significa que pelo menos 155 títulos foram classificados com uma nota superior à Space Force, que ocupa quase exatamente a posição do meio de todos os 315 originais da Netflix.

Isso não é muito bom para uma série de alto nível de investimento e expectativa, que deveria ser um dos maiores atrativos da Netflix do ano, já que eles estão tentando desesperadamente recriar o sucesso do The Office de alguma forma. E talvez seja necessário apostar em outros projetos para isso.