Ex de Jeremy Renner revida astro da Marvel que pede redução de pensão devido ao Coronavírus

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Jeremy Renner, astro da futura série live-action do Gavião Arqueiro no Disney+, está atualmente argumentando que ele deve cortar seus pagamentos de pensão alimentícia em dois terços, pois a pandemia de Coronavírus significa que ele ganhará menos com a atuação em 2020.

A estrela está envolvida em uma batalha legal amarga com sua ex-esposa, Sonni Pacheco, pela custódia exclusiva de sua filha, Ava. A situação atual é que ele é terá que pagar uma pensão alimentícia de US$ 30 mil por mês a seu ex-esposa.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Mas Renner e sua equipe jurídica não estão felizes, alegando que Pacheco está ocultando seu dinheiro. Além disso, ele apresentou documentos alegando pobreza (relativa). Ele disse que os pagamentos devem ser reduzidos para US$ 11 mil por mês.

No entanto, Pacheco revidou, divulgando uma declaração para o Page Six, na qual ela contesta a história de Renner. Primeiro, ela abordou o mau gosto de usar o Coronavírus para se beneficiar, dizendo:

“É muito desanimador que, em um momento de crise global, haja mais uma tentativa de reduzir os fundos nos quais confio para prover nossa filha”.

Então, ela passou a esclarecer o que está acontecendo financeiramente, afirmando:

“A renda mensal relatada foi muito exagerada… Só tenho conhecimento do que li nos tabloides. Eu acho que é hora de, depois de sete anos de inferno, começar a abordar as mentiras”.

“Primeiro, não recebo 30 mil em pensão mensal”, revelou Pacheco. “Segundo, todas as minhas economias e as economias da Ava foram drenadas devido a honorários de advogados, pois minhas preocupações com a segurança da Ava têm sido uma batalha em andamento há anos”.

“Eu tenho feito isso, e sempre escolherei proteger Ava quando eu descobrir sobre o comportamento perturbador exibido pelo pai dela em suas casas que a colocam em perigo”, concluiu a mulher.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio