Baby Yoda em The Mandalorian (Fonte: Reprodução)
Baby Yoda em The Mandalorian (Fonte: Reprodução)

Ame-o ou odeio-o, é inegável que a popularidade de The Mandalorian foi muito bem impulsionada por Baby Yoda, que transcendeu Star Wars para entrar na cultura pop e atingir mais do que somente fãs do universo da Lucasfilm e assinantes da Disney+.

Em um golpe magistral feito pelas equipes de marketing e desenvolvimento criativo da Disney, a estreia da personagem se espalhou pela Internet como um incêndio. Todo local foi bombardeado com fotos do pequeno alienígena verde.

Muitos tentam explicar a existência de Baby Yoda, mas seja qual for a teoria, ela jamais conseguiria explicar tamanha fofura. Tanto que Jon Favreu, showrunner da série, revelou que tinha medo de que ele fosse “fofo demais” ou que virasse alívio cômico.

Mas em algumas peças perturbadoras da arte conceitual, inicialmente apresentadas no quinto episódio do documentário dos bastidores, Disney Gallery: The Mandalorian, Baby Yoda parece mais com o vovô Yoda. E tirou totalmente a fofura dele.

Confira três horríveis artes conceituais, que mostram como A Criança poderia ter sido, realmente, muito menos fofo do que seu resultado final: