Entenda o Código do Caçador de Recompensas em The Mandalorian (Fonte: Reprodução)
Entenda o Código do Caçador de Recompensas em The Mandalorian (Fonte: Reprodução)

Tudo apontava que estávamos vendo uma série ao estilo do mangá épico samurai Lobo Solitário (Lone Wolf and Cub) nos primeiros dois episódios de The Mandalorian. Contudo, os primeiros minutos do terceiro episódio da primeira série live-action de Star Wars parecia destruir esse conceito. Ao invés de mostrar o mandaloriano (Pedro Pascal) e Baby Yoda indo para regiões desconhecidas da galáxia, o caçador de recompensas devolveu obedientemente o adorável ativo para o Cliente (Werner Herzog), aceitando seu belo pagamento em Beskar, que ele usou a maior parte em uma nova armadura brilhante.

Mas os espectadores sabiam, no fundo, que o mandaloriano não podia simplesmente dar as costas para a “a criança”. Afinal, o bebê da espécie misteriosa de Yoda é um grande acontecimento no universo da Lucasfilm. Ou, ao menos, pode vir a ser. Agora, a protagonista é invejada não apenas pelos outros mandalorianos no esconderijo, mas também pelos outros membros da Guilda dos Caçadores de Recompensas, todos com posses de rastreamento para “a carga”. “Você é uma lenda”, diz Greef Karga (Carl Weathers), chefe da Guilda. Com seu novo status, o mandaloriano estava pronto para seguir para o próximo trabalho, que o levaria para longe… Mas ele não consegue tirar o garoto da cabeça.

A fuga do mandaloriano

Ao invés de voar para Karnac, o mandaloriano volta ao esconderijo do Cliente, onde usa seu rifle Amban (certamente, o canivete suíço de Guerra nas Estrelas) para espionar e descobrir alguns faots: o Dr. Pershing (Omid Abtahi) deve extrair algo da “criança”, e o Cliente é pouco mais que um intermediário no grande plano das coisas. É tudo o que mandaloriano precisa saber para realizar um ataque ousado no qual ele enfrente um bando de mercenários Stormtroopers do Cliente, aterroriza Pershing e, mais importante, resgata o Baby Yoda.

No entanto, se você pensou que o mandaloriano simplesmente sairia dali sem menores problemas, então você não estava prestando atenção no tempo de execução do episódio. Com “a carga” de volta ao jogo, aparentemente todos os caçadores de recompensas do local vão ao encontro do mandaloriano para recuperá-la, trazendo mais um momento de faroeste para o programa. Se você assistiu, basta substituir o land speedster, guiado por um droide, por uma carroça sendo puxada por cavalos.

O Código do Caçador de Recompensas

Embora seja difícil saber quais elementos do Código do Caçador de Recompensas permanecem no cânone de Guerra nas Estrelas, é claro que o Mandaloriano violou várias regras. Perguntar ao cliente o que ele pretende fazer com o ativo é uma infração menor quando comparado a aceitar pagamento e, em seguida, roubar o ativo (e, no processo, matar os mercenários contratados pelo cliente e destruir sua propriedade). Presumivelmente, qualquer caçador de recompensas que recuperasse “a criança” receberia o pagamento substancial de Beskar e seguiria com sua vida. No entanto, há mais em jogo aqui do que riqueza.

Violações ao Código do Caçador de Recompensas podem resultar em expulsão da guilda. Mas o que o mandaloriano faz é tão flagrante que é óbvio que Greef não está simplesmente procurando obter sua licença. Os caçadores de recompensas reunidos não estão lá apenas para recuperar o ativo e restaurar a reputação da Guilda dos Caçadores de Recompensas; eles estão atirando para matar seu colega. O que em si também seria uma violação do Código, em circunstâncias comuns.

É apenas através da intervenção de última hora de outros mandalorianos que a protagonista sobrevive ao ataque e foge do planeta, com Baby Yoda em segurança. Mas, enquanto ele ganhou o respeito de seus colegas mandalorianos, alguns dos quais questionaram sua honra anteriormente, ele agora é um homem procurado. Sem dúvida, ele será perseguido por todos os caçadores de recompensas nos confins da galáxia, bem como por mercenários contratados pelo misterioso empregador do Cliente.