Star Trek: Picard (Fonte: Reprodução)
Star Trek: Picard (Fonte: Reprodução)

Star Trek: Picard chegou ao final da 1ª temporada, e o episódio final foi um grande divisor de águas de várias maneiras. Et in Arcadia EgoParte 2 viu o confronto final entre a equipe de Jean-Luc Picard (Patrick Stewart) e a cabala do romulano Zhat Vash.

Foi uma batalha épica, digna da franquia, e mesmo que Picard tenha conseguido uma vitória decisiva, certamente teve um custo. No entanto, por mais estranho que possa parecer, uma das maiores perdas do final da temporada de Star Trek: Picard também foi uma que os fãs de Star Trek esperavam anos.

SPOILERS

Durante a primeira temporada da série, foi revelado que Jean-Luc Picard estava morrendo de mau funcionamento cerebral. A missão de salvar a filha de Data, Soji, e devolvê-la ao seu povo, foi o ato final que Picard quis para sua vida, a fim de homenagear Data, que havia dado sua própria vida para salvar Picard (em Star Trek: Nemesis). E Picard consegue tudo no final: ele dá a vida para salvar Soji e toda a comunidade sintética que são ostensivamente “filhos” de Data.

Como foi provocado ao longo da temporada, havia uma maneira de Jean-Luc Picard enganar a morte: tornando-se um androide. Dr. Altan Soong (“irmão” de Data) havia desenvolvido um novo e revolucionário corpo androide que poderia ser preenchido com uma mente real de seres orgânicos, via transferência mental. Então, Soong e Agnes Jurati conseguem colocar a consciência de Picard no corpo androide.

Contudo, antes de Jean-Luc começar a vida como um androide, sua mente é mantida em uma simulação profunda, e ele não está sozinho nesse estranho limbo digital. Altan Soong mantinha um composto da mente de Data neste armazém de simulação, o que dá a Picard a chance de uma conversa final sobre vida, morte, natureza da alma e tudo mais que os fãs costumavam amar em Star Trek: Next A Nova Geração.

A morte de Data

No final, enquanto Picard se prepara para habitar seu novo corpo, Data pede que seu ex-capitão finalmente lhe dê a verdadeira paz de apagar esta parte final de sua alma do limbo e permita-lhe uma verdadeira morte. Entendendo essa solicitação, Picard promete.

Um dos maiores problemas que os fãs tiveram com Star Trek: Nemesis foi como Data (uma das personagens mais profundos da história da franquia) e deu a ele um fim repentino e, finalmente, insatisfatório. A morte do androide, que era de alguma forma mais humano do que a maioria das personagens orgânicas, fez dele um acessório, ou dispositivo de roteiro, usado para o roteiro de Nemesis ter um choque. Essa nova cena entre Picard e Data finalmente retifica esse grande passo em falso.