A contagem regressiva para a 2ª temporada de Elite começou! A tão aguardada nova leva de episódios está chegando. Mas como você provavelmente não terminou toda a 1ª temporada AGORA, é possível que você queira revisar o que exatamente aconteceu no primeiro ano da série espanhola da Netflix. E – alerta de SPOILER – quem realmente é o assassino de Marina (Maria Pedraza, que viveu Alison Parker nas primeiras temporadas de La Casa de Papel).

Recapitulando: a série é sobre a vida de três bolsistas (Samuel, Nadia e Christian) que são admitidos na escola Las Encinas, a melhor escola particular da Espanha, depois que a escola que frequentavam anteriormente é destruída por um terremoto. O que vem depois? Um confronto de classes na escola que resulta no assassinato de Marina. Então, vamos revisitar exatamente como tudo aconteceu.

Como terminou a 1ª temporada de Elite?

Sabíamos que Lu (Danna Paola) e Nadia (Mina El Hammani) estavam disputando o troféu de melhor aluna, que daria para a vencedora uma bolsa de estudos no campus de Las Encinas, na Flórida. Além de um lugar garantido em um Faculdade da Ivy League.

Aqui está a parte em que anunciamos o assassino de Marina foi… (imagine tambores rufando agora) Polo! E a personagem de Álvaro Rico usou o troféu citado acima para acertar Marina na parte de trás da cabeça, o que a fez sangrar ao lado da piscina da escola até a morte. A razão pela qual ele fez isso? Ele estava tentando pegar o relógio de Marina, que pertencia ao pai de sua ex-namorada Carla (Ester Expósito).

E por que Pablo estava desesperado por este relógio?

Bem, ele assassinou Marina porque, em sua mente, ele estava tentando proteger Carla e sua família. O relógio não era um simples marcador de tempo. Mas, também, era um USB. Aparentemente, esse USB continha provas incriminatórias contra os pais de Carla e Marina e seus respectivos negócios.

Especificamente, uma dessas provas deveria trazer evidências que os vinculavam à fraca construção da escola original de Samuel (Itzan Escamilla), Nadia e Christian (Miguel Herrán, o Rio de La Casa de Papel), que é a razão pela qual a escola foi destruída durante um terremoto. Não, você não estava sendo persecutório. Tudo está realmente interligado.

Os segredos de Marina

Marina, descobrimos, levou consigo alguns segredos. Não todos. Afinal, a jovem de 16 anos revelou a Samuel que ela era HIV positiva, dormia com seu irmão Nano e estava grávida de seu filho. Antes de sua morte prematura, Marina e Nano (interpretado por Jamie Lorente Lopez, o Denver de La Casa de Papel) planejavam fugir juntos. Aparentemente, a Espanha é bem dramática. Agora entendemos o que acontece lá no México.

Na verdade, Nano foi o primeiro a encontrá-la sangrando. Mas ao invés de chamar a polícia, ele fugiu e a deixou lá. Então, Samuel o viu correndo e assumiu que ele era o assassino. Isso levou Samuel a apontar o dedo para o irmão quando os policiais o interrogaram. Como Nano está em liberdade condicional, ele se tornou o suspeito número um e acabou sendo preso.

Nadia se rebelou contra os pais

Depois de tanto tentar agradar seus pais tradicionalmente muçulmanos, Nadia disse ao pai que iria aproveitar a adolescência como quisesse. Embora ele tenha sido receptivo, ele sabe que ela tem uma boa cabeça e concorda em deixá-la voltar a Las Encinas para o próximo ano letivo. E isso vai ter consequências na 2ª temporada.

Guzmán e Lu

Guzmán (Miguel Bernardeau) tentou e falhou em conquistar Nadia após a morte de sua irmã. E acontece que a única pessoa que estava lá para ele depois foi Lu. No início do show, os dois mantinham uma amizade bastante colorida. Mas ele terminou depois de perceber que tinha sentimentos genuínos por Nadia. Como suas investidas falharam e Nadia se distanciou dele, ele se virou para Lu e disse que queria estar com ela.

Omar e Ander

Apesar de toda a loucura que os rodeia, Omar (Omar Ayuso) e Ander (Arón Piper) decidiram tentar levar seu relacionamento para frente. Mesmo que tivessem que mantê-lo escondido do pai de Omar.

Carla e Christian se tornaram cúmplices

Enquanto todos estavam convencidos de que Nano é mesmo o assassino, Carla se certificou de que Polo seguisse o álibi que ela inventou para ele. Depois de atacar Marina com o troféu, Polo foi até o vestiário dos meninos, onde Carla e Christian estavam transando.

Então, os dois ajudaram Polo a destruir toda e qualquer evidência que pudesse ligar o rapaz ao assassinato. Quando Samuel pede ajuda a Christian, tentando tirar Nano da cadeia, ele simplesmente se recusa e se afasta.

A última coisa que nos é mostrada é a arma do crime, que agora sabemos que Polo jogou no lago atrás da escola. E é apenas uma questão de tempo até que a verdade seja emergir.