Polêmica! Attack on Titan é atacado por programa da TV sul-coreana

As polêmicas não acabaram junto com a obra

Publicado em 22/05/2021 14:00
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Attack on Titan acaba de ser envolvido na longa e turbulenta relação política turbulenta entre Japão e Coreia do Sul. Em um programa da rede de televisão sul-coreano chamada JTBC, comentou de forma muito dura a obra de Hajime Isayama. Segundo o site Yahoo News Japan, o programa acusou o autor “glorificar crimes de guerra e o Imperialismo”

Vale lembrar que ambos os países tem conflitos devido a ocupação e colonização efetuada pelo Japão em relação a Coreia do Sul. Tal fato ocorreu durante período da 2ª Guerra Mundial, no qual não apenas o idioma coreano foi proibido, como também as pessoas tiveram de mudar seus nomes para versões japonesas e pasmem.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Confira o trecho completo:

“Não posso simpatizar com a obra com esse tipo de final. O conteúdo fez com que o herói se tornasse um vilão ao assassinar boa parte da humanidade trazendo a paz. A obra glorifica crimes de guerra crimes e imperialismo. No capítulo final, Shingeki no Kyojin fez um pedido de desculpas pelos massacres, glorificando-os. Não é diferente defender o Holocausto, e mais, acho que ele elogia. O fim é completamente de direita, não surpreende. Duas bombas nucleares não foram suficientes para fazê-los mudar de ideia.”

Há várias décadas atrás, a humanidade foi quase exterminada pelo súbito aparecimento de seres humanoides gigantescos que comiam humanos, conhecido como Titãs. No entanto, um pequeno grupo de seres humanos sobreviveu no interior de uma cidade protegida por muralhas maiores que os Titãs registados até à data. Durante 107 anos, a cidade fortificada permaneceu intacta de ataques de Titãs, até que um dia, os jovem Eren, Mikasa e Armin testemunharam um ataque de um Titã Colossal que abriu parte da muralha permitindo a entrada de outros titãs.

Shingeki no Kyonjin é uma série de anime que adapta o mangá de mesmo nome de Hajime Isayama. No Brasil, o mangá é publicado pela Editora Panini e seu anime pode ser assistido na Cruchyroll.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio